Taxas de usura para o 2º trimestre de 2018

Taxas de juro máximas - 2º trimestre de 2018

Os vários tipos de crédito concedidos pelas instituições financeiras têm um limite máximo ao nível da taxa de juro cobrada fixado trimestralmente pelo Banco de Portugal. Neste artigo reproduzimos as taxas de usura para o 2º trimestre de 2018 conforme divulgadas pelo Banco de Portugal para sete tipologias distintas de contratos de crédito.

Na tabela que se segue é ainda possível comparar as taxas máximas que estarão em vigor entre 1 de abril e 30 de junho de 2018 com as dos dois trimestres anteriores.

Da comparação resulta que em nenhuma das tipologias de contrato se registou um aumento da taxa máxima autorizada para novos contratos de crédito. Na realidade, em cinco das sete tipologias constata-se uma descida das taxas de usura para o 2º trimestre de 2018. A mais significativa das quais é a que se refere a “Cartões de crédito, Linhas de crédito, Contas correntes bancárias e Facilidades de descoberto” onde se regista uma queda do juro máximo de 50 pontos base, ou seja, 0,5 pontos percentuais.

Tipo de contrato de créditoTAEG máximas
4.º Trimestre 20171.º Trimestre 20182.º Trimestre 2018
Crédito pessoalFinalidade Educação, Saúde, Energias Renováveis e Locação Financeira de Equipamentos5,50%5,60%5,60%
Outros Créditos Pessoais (sem finalidade específica, lar, consolidado e outras finalidades)13,80%13,60%13,40%
Crédito automóvelLocação Financeira ou ALD: novos5,10%5,20%5,00%
Locação Financeira ou ALD: usados6,30%6,30%6,10%
Com reserva de propriedade e outros: novos9,80%9,70%9,70%
Com reserva de propriedade e outros: usados12,30%12,30%12,20%
Cartões de crédito, Linhas de crédito, Contas correntes bancárias e Facilidades de descoberto16,10%16,40%15,90%

 

Eis a imagem promocional das novas taxas, produzida pelo Banco de Portugal:

Taxas de juro máximas - 2º trimestre de 2018

Taxas de juro máximas – 2º trimestre de 2018
Fonte: Banco de Portugal

Tagged under:

Deixe um comentário

O seu email não vai ser publicado.

NOS