Desemprego jovem cai duas vezes mais depressa que o desemprego global em 2017

O INE divulgou os dados oficiais finais referentes às estatísticas do emprego e entre os factos mais relevantes destaca-se que o desemprego jovem caiu duas vezes mais depressa que o desemprego global em 2017.

 

Desemprego jovem cai duas vezes mais depressa

De facto, a taxa de desemprego entre os 15 e os 24 anos caiu 4,1 pontos percentuais, para os 23,9% o que, sendo um valor ainda muito elevado, representa uma queda que é praticamente o dobro da registada para a globalidade da população em idade ativa, entre a qual a queda foi de 2,2% para uma taxa de desemprego média anual de 8,9%.

 

2017: Menos 110 mil desempregado mais 151 mil empregados

Ao longo de 2017, a população desempregada caiu, em média, em 110,2 mil efetivos havendo, o que corresponde a uma redução de quase 20% face a 2016. A população desempregada e m2017 foi, em média, de 462,8 mil pessoas.

Esta evolução foi acompanhada por uma queda significativa dos desempregado de longa duração, -4,6% que totalizam agora 57,5% dos desempregados.

Em 2017, houve, em média, 4 756,6 mil pessoas empregadas, ou seja, mais 3,3%  que em 2016 o que em número de empregos se consubstancia em mais 151,4 mil empregos.

A população ativa aumentou ligeiramente, em 0,5% correspondendo agora a 59,0% da população residente.

 

Emprego e Desemprego no último trimestre de 2017:

O último trimestre de 2017 contribuiu de forma expressiva para consolidar a tendências descendente da taxa de desemprego, registando um valor (8,1%) claramente inferior à media do ano (8,9%). O ritmo de queda do desemprego no último trimestre do ano foi também superior ao da média do ano: 2,9% que compara com 2,2%.

Este foi o sétimo trimestre de reduções consecutivas da população desempregada,  que no final no ano se estimou em 422,0 mil pessoas (menos 121,2 mil do que em igual trimestre de 2016) e a maior desde o terceiro trimestre de 2013.

Taxa de variação homóloga da população empregada 2012 2017
Fonte: INE Clique para aceder ao sítio do INE.

Quando à população empregada, destaca-se o maior crescimento homólogo desde o quarto trimestre de 2013 tendo o total de empregados somado 4 804,9 mil pessoas.

 

Deixar uma resposta