Desemprego abaixo dos 10% pela primeira vez em oito anos

A taxa de desemprego fixou-se abaixo dos 10%, 9,9% para ser mais preciso, em fevereiro de 2017, o valor mais baixo desde favereiro de 2009 (9,7%). Destaca-se ainda que o desemprego está agora a cair muito mais depressa entre osj ovens (até aos 24 anos). A taxa de emprego referente a fevereiro de 2017 terá sido de 59,4% (59,6% previsto para março de 2017), significativamente superior aos 57,5% registados em março de 2017.

 

Desemprego abaixo dos 10%

Recordando que nestas estimativas mensais o INE procura “limpar” flutuações sazonais, a comparaçao entre janeiro e feveriro é mais legítima e revela que a taxa de desemprego caiu duas décimas, de 10,1% para 9,9%. Em média, a taxa de desemprego caiu duas décimas, em cada mês, no último trimestre.

Segundo o INE, “a população desempregada de fevereiro foi estimada em 508,3 mil pessoas, tendo diminuído 1,9% em relação ao mês precedente (menos 9,9 mil pessoas)”.

Já quanto à população empregada, cosntata-se que cresceu mais do dobro do que a queda no número de desempregados. O desemprego caiu em 9,9 mil efetivos face a janeiro, enquanto que onúmero de empregados aumentou em 22,6 mil pessoas, atingindo os 4 630,2 mil empregos.

Esta discrepância poderá explicar-se ou pela entrada de novos pessoas na população ativa, ou pel oregresso de pessoas que tinham desisitdo de procurar emprego ou memso pelo retorno de emigrantes.

 

Desemprego cai mais depressa entre os jovens

Enquanto a taxa de desemprego global melhou duas décimas num mê,s a taxa de desemprego entre os jvens até aos 24 anos caiu 10 décimas, ou seja, de 25,4% para 24,4%. O INE espera que que março volte a cair acelerando a queda para 11 déciamas (para 23,3%). Ainda para março, os dados provisório do INE, apontam para que o emprego entre os jovens aumente mais depressa do que entre o resto da população: 1,5% ate´aos 24 anos e 0,3% acima dos 25 anos.

O INE antecipa que a taxa de desemprego em março de 2017 possa descer uma décima, para os 9,8%, antecipando ainda que o aumento do emprego volte a superar de forma significativa a diminuição do desemprego. Esta é, no entanto, ainda uma estimativa provisória. pessoas, tendo aumentado 0,5% (mais 22,6 mil pessoas) face ao mês anterior. A estimativa provisória da taxa de desemprego de março de 2017 foi de 9,8%.

Mais informação no INE.

3 comentários sobre “Desemprego abaixo dos 10% pela primeira vez em oito anos

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.