Draghi encara como natural a incerteza política em Portugal

Na conferência de imprensa que se seguiu à reunião regular dos governadores do bancos centrais que compõem a Zona Euro, foi perguntado a Mário Draghi se podia comentar que impacto poderia ter na situação económica portuguesa a presente expectativa de se vir a formar um governo de esquerda. Draghi respondeu diretamente que não lhe cabia comentar assuntos de natureza política mas acrescentou uma resposta genérica dizendo que a incerteza política é uma componente natural em qualquer democracia.

Eis a resposta em inglês:

“Well the answer is No. I can’t comment. But a more gentle way of saying no would be following. Uncertainty for economics is bad. Is bad for consumption is bad for investment. Political uncertainty however is part of democracy. Thank You.”

Na sequência das declarações de Draghi nas quais admite prolongar e/ou reforçar as medidas de Quantitative Easing (incluindo voltar descer a taxas diretoras do BCE) na próxima reunião em dezembro, o câmbio do Euro face às principais moedas internacionais desvalorizou e o custo da dívida pública em países como Portugal, Espanha, Itália e Alemanha reagiram igualmente em baixa.

Dívida Pública Zona Euro

Dívida Pública Zona Euro
Fonte: Excerto de uma imagem do sítio investing.com

Pode consultar uma análise mais detalhada no artigo “BCE está preocupado com evolução económica a prepara-se para atuar“.

Tagged under:

Deixar uma resposta