Qual a taxa de juro do empréstimo da troika?

O boletim de setembro de 2014 do IGCP permite atualizar a resposta à pergunta “Qual a taxa de juro do empréstimo da troika?“. Em bom rigor, não se trata de um empréstimo mas de vários. O IGCP indica que há três taxas de juros diferentes associadas às diferentes tranches do empréstimo total que é de €76,097 mil milhões (empréstimo efetivamente recebido).

Em concreto, o empréstimo desembolsado oriundo do FMI, num total de €26,350 mil milhões tem uma taxa de juro de 3,5% sendo dos três o mais elevado. Este é também o empréstimo que deverá ser pago mais rapidamente: dentro de 7,25 anos.

Um segundo empréstimos com origem no Fundo Europeu de Estabilização Financeira (FEEF) e cujo valor desembolsado é praticamente idêntico €26 mil milhões, tem uma taxa de juro de 2,0% e deverá ser pago durante os próximos 20,8 anos.

 Finalmente há um empréstimo do European Financial Stabilisation Mechanism (EFSM) cujo montante desembolsado é de €23,748 mil milhões, com taxa de juro de 2,9% e cuja maturidade se atinge dentro de 19,5 anos.

Em termos globais, os €76,097 mil milhões em dívida têm, em setembro de 2014, uma taxa de juro média de 2,8%.

Recorde-se que a 22 de setembro de 2014 a taxa das obrigações do tesouro a 10 anos era de cerca de 3,17% no mercado secundário enquanto a taxa de juro a 5 anos para o mesmo tipo de dívida no mercado secundário rondava os 1,78%.

Pode consultar mais detalhes no boletim mensal do IGCP. Entre eles destacamos a informação sobre que comprou a última emissão de dívida pública portuguesa, a primeria a 15 anos em vários anos, num total de € 3,5 mil milhões. Além de outros detalhes é indicado que Norte Americanos e Britânicos adquiriram mais de 60% dessa emissão tendo os gestores de ativos adquirido cerca de dois terços do total.

 

Tagged under:

Deixar uma resposta