Informações sobre segurança e risco: depósitos, PPR e contas das Empresas

O nosso parceiro “Melhores Depósitos a Prazo” continua a editar uma série de artigos que procuram esclarecer os leitores e clientes bancários sobre a atualidade do investimento em depósitos a prazo e também quanto a algumas dúvidas prementes nestes dias de maior incerteza e ansiedade em torno dos investimentos financeiros. Destacamos em particular o tema da segurança e risco: depósitos, PPR e contas das Empresas.

Ainda que prometa prosseguir com a referida série damos hoje nota aos leitores do Economia e Finanças das ligações para essas peças mais recentes destacando breves excertos que convidam à leitura integral.

Depósitos das empresas também estão cobertos pelo Fundo de Garantia de Depósitos?

“(…) Segundo a legislação aplicável ao Fundo de Garantia de Depósitos nem todos os clientes bancários com depósitos estão abrangidos pelo sua garantia. Todos os clientes que possam ser considerados clientes qualificados ficam de fora da dita (ver mais abaixo a lista que identifica os investidores qualificados). (…)”

O meu depósito está abrangido pelo Fundo de Garantia de Depósitos?

“(…) Se por ventura não encontrar a FIN, desconfie. Exija mais informação antes de entregar as suas poupanças e, em caso de dúvida, contacte o Banco de Portugal, nomeadametne através do telefone: 707 201 409 que funciona nos dias úteis, das 9h às 18h e tem um custo de €0,10/minuto para chamadas efetuadas a partir de redes fixas e €0,25/minuto  para chamadas efetuadas a partir de redes móveis, com tarifação ao segundo a partir do primeiro minuto.”

Os PPR também estão protegidos como os depósitos a prazo?

“(…) Os Planos Poupança Reforma não são depósitos a prazo e como tal não estão abrangidos pelo Fundo de Garantia de Depósitos contudo (…)

Os depósitos a prazo e a barreira mágica dos €100.000

“O tema não é novo para os nossos leitores mais fieis mas face a um novo episódio de desconfiança e à multiplicação das perguntas voltamos a ele neste artigo. (…)”

 
Depósitos a prazo: constituir para ganhar ou para não perder?

“Depósitos a prazo: constituir para ganhar ou para não perder? Bom, talvez o ponto de interrogação faça pouco sentido, afinal ambas as situações estão relacionadas. Ganhar (juro) é uma forma de não perder (poder de compra) a questão é saber se o ganho é suficiente para que o próprio poder de compra aumente. E para já, há vários depósitos a prazo que lhe garantem um aumento do poder de compra. Quais? (…)”

Depósitos indexados e duais em 2013

“(…) Referimo-nos aos Depósitos indexados e duais em 2013, uma área dos depósitos que, segundo o Banco de Portugal registou uma evolução francamente positiva em 2013. Contudo os resultados para os aforradores foram, em média, significativamente diferentes comparando depósitos indexados com duais em claro desfavor no caso dos indexados. Eis os destaques a este tema feitos pelos Banco de Portugal (com sublinhados nossos): (…)”

Recordamos que pode seguir o “Melhores Depósitos a Prazo inscrevendo-se na sua newsletter, seguindo-o no Facebook do Melhores Depósitos a Prazo ou através da conta no twitter do Melhores Depósitos a Prazo.

Caro leitor: não damos aconselhamento específico sobre qualquer investimento ou desinvestimento financeiro em depósitos ou valores mobiliários. Note que para alguém o fazer deverá estar acreditado para tal junto dos respetivos supervisores sectoriais.

Tagged under:

Deixe um comentário

O seu email não vai ser publicado.