Exportações desaceleram, importações aceleram com sinais de mudança de tendência

Com os primeiros dados que incluem informação de 2014, o INE revela que as exportações de bens no trimestre terminado em janeiro continuaram a aumentar em termos homólogos mas a um ritmo mais moderado do que no 4º trimestre de 2014. A variação homóloga foi agora de 5,8% quando tinha sido de 6,6%, no trimestre terminado em dezembro.

Com as importações sucedeu precisamente o oposto, registando uma variação homóloga de 4,8% no trimestre terminado em janeiro de 2014 quando esta havia sido de 3,1% com a informação de outubro a dezembro de 2013.

Particularmente significativo e potencialmente indiciador de que pudemos estar perante um momento de viragem entrando numa fase de maior dinamismo das importações e de fragilização das exportações são os dados específicos relativos apenas ao mês de janeiro.

Segundo o INE:

“Em janeiro de 2014 as exportações cresceram 2,3% relativamente a janeiro de 2013, reflexo da evolução do Comércio Intra-UE (devido principalmente aos Combustíveis minerais e Vestuário), dado que no Comércio Extra-UE se verificou uma diminuição.

As importações aumentaram 9,3% face a janeiro de 2013, em resultado sobretudo do acréscimo registado no Comércio Intra-UE (generalizado à quase totalidade dos grupos de produtos, mas em especial nos Combustíveis minerais e Veículos e outro material de transporte).”

Por enquanto, a taxa de cobertura da balança comercial de bens continuou a melhorar mas também ela de forma mais modesta dado ao estreitamento nos ritmos de variação entre exportações e importações: fixou-se nos 83,2%.

Tagged under:

Deixar uma resposta