Um retrato estatístico atual das famílias em Portugal

A propósito do Dia Internacional da Família (que se comemora no dia 15 de maio) o INE editou uma pequena publicação na qual compila informação estatística das suas diversas fontes de modo o conseguir oferecer uma imagem integrada do como é a família em Portugal.

O retrato vai desde a evolução da sua dimensão média (que continua em queda), até à sua composição (os agregados de pessoas sozinhas continuam a crescer)  à caracterização da pobreza que afeta cerca de uma em cada quatro família portuguesas com particular incidência em famílias numerosas e monoparentais.

Vale a pena espreitar as 11 página de síntese organizada pelo INE. Eis um dos gráficos significativos que aí se apresentam:

Tagged under:

2 Comentários

  • Ana Responder

    E sem filhos, como é o meu caso e do meu cônjuge e de quase todos os nossos amigos?

  • Ana Responder

    creio ainda que os censos de 2011, com a crise de 2013, devem estar completamente desfasados da realidade, já que o desemprego aumentou quase para o dobro.

Deixar uma resposta