E se as garrafas usadas valessem dinheiro?

A ideia não é nova e quem for suficientemente antigo recordar-se-á de garrafas de vidro que tinham tara recuperável, ou seja, se devolvidas ao retalhista valiam dinheiro ou davam direito a desconto na compra de outra garrafa nova. Haverá inclusive algumas ainda em circulação mas desconhecemos o circuito (provavelmente garrafas de cerveja).

Segundo o sítio “Boas Notícias” um grupo de ativistas portugueses lançou há um ano o movimento “Tara recuperável” que visa pressionar o legislador a criar um incentivo à recuperação de todas as garrafas sejam elas de vidro, plástico ou outro material. Na prática tentam lançar em Portugal uma ideia já adotada em outros países, em alguns casos há cerca de 30 anos, com resultados de reutilização e reciclagem muito expressivos. Afinal, há garrafas que podem ser utilizadas dezenas de vezes antes sequer de serem recicladas.

Quem quiser acompanhar este movimento pode seguir o sítio em http://tararecuperavel.org/

Tagged under:

2 Comentários

  • Nos hipers háResponder

    Nos hipermercados costuma haver da superbock.

  • cristinaResponder

    Não é necessário ser-se “suficientemente antigo”, pois existem supermercados, onde se levar as garrafas antigas, e-lhe entregue um talão do valor das taras, para que possa proceder ao desconto quando erfetuar o pagamento das suas compras, nomeadamente têm tara as garrafas de vinho de vidro (com as 5 estrelas), e as garrafas de cerveja nas quais não conste no rotulo a indicação de que é possivel reciclar.

Deixe um comentário

O seu email não vai ser publicado.