Contribuição Extraordinária de Solidariedade e Pensões 2013 – Esclarecimentos

Temos recebido alguns pedidos de esclarecimento adicionais sobre a Contribuição Extraordinária de Solidariedade e estamos em crer que a nota recentemente publicada pela Segurança Social explica de forma sintética os vários degraus contributivos em que se traduz a Contribuição Extraordinária de Solidariedade à medida que o valor base das pensões é superior.

Reproduzimos a nota destacando também o folheto informativo de 4 páginas sobre as alterações às pensões em 2013 elaborada pela Segurança Social.

A Contribuição Extraordinária de Solidariedade aplica-se às pensões com valor mensal a partir de 1.350 €

O Orçamento de Estado para o ano 2013 definiu a aplicação de uma Contribuição Extraordinária de Solidariedade às pensões, prestações pecuniárias vitalícias devidas a qualquer título a aposentados, reformados, pré-aposentados ou equiparados, pagas a um único titular.

 

A Contribuição Extraordinária de Solidariedade aplica-se às pensões com valor mensal a partir de 1.350 € e da seguinte forma:

 

a) 3,5% sobre a totalidade das pensões de valor mensal entre 1.350 € e 1.800 €;

 

b) 3,5% sobre o valor mensal de 1.800 € e 16% sobre o remanescente das pensões de valor mensal entre 1.800,01 € e 3.750 €, perfazendo uma taxa global que varia entre 3,5% e 10%;

 

c) 10% sobre a totalidade das pensões de valor mensal superior a 3.750 €. Às pensões situadas neste escalão, em acumulação são ainda aplicadas as seguintes percentagens:

 

1. 15% sobre o montante que exceda 12 vezes o valor do IAS* (valor de 12 x 419,22 € = 5.030,64 €), mas não ultrapasse 18 vezes aquele valor;

2. 40% sobre o valor que ultrapasse 18 vezes o valor do IAS* (valor de 18 x 419,22 € = 7.545,96 €.

 

Na determinação da taxa da Contribuição Extraordinária de Solidariedade, o 14.º mês ou equivalente e o subsídio de Natal são considerados mensalidades autónomas.

 

Tagged under:

5 Comentários

  • Pingback:Exemplos de pensões em 2013 após impostos – o caso de fevereiro e um mês normal | Economia e Finanças

  • Fernando Teixeira Responder

    Exmos Senhores.
    Se a contribuição extraordinária é acima de 1.350€, porque aparece no exemplo a sobretaxa especial?
    A minha pensão é de 1104,48 e fazendo as contas por causa da sobretaxa especial não consigo acertar nos calculas do valor que recebi em Fevereiro que foi 1.064,38€.
    Obrigado

  • Fernando Teixeira Responder

    Ex mos Senhores
    Agradeço a informação o meu problema é que não sei a que valores hei-de busca para achar a (Sobretaxa especial), Já estou baralhado e não consigo.
    obrigado

  • Pedro Mateus Responder

    Recebi do Centro Nacional de Pensões a informação de que a “CES relativa às pensões pagas pelo CNP” é de 243,08 € (inclui valor de 01/2013) ou seja 243,08 € / 2 = 121,54 € por mês. Aplicando as regras do OE não consigo chegar a este valor. Agradeço a vossa ajuda. A minha pensão é de 2.107,41 € / mês.
    Com os meus cumprimentos
    Pedro Mateus
    Obs. Já solicitei, há mais de uma semana, esclarecimentos à Seg.Social, mas não recebi qualquer resposta. Não seria de esta Instituição colocar no site a fórmula para o cálculo da CES?

  • Pingback:Pensões 2013 – simulações Segurança Social | Pedro e o Blog

Deixar uma resposta