Ofertas de emprego em Portugal pagam mais a torneiro mecânico do que a engenheiro mecânico

[wp_ad_camp_1]

 

Eis um excerto de uma peça do Público “Anúncios de emprego oferecem mais dinheiro a serralheiros que a engenheiros“:

” (…) No site da Netemprego oferece-se um lugar para um engenheiro mecânico, em Lousada, com conhecimento de três línguas (Inglês, Francês e Espanhol) e um salário de 600 euros, inferior aos 800 euros pagos a um torneiro mecânico, em Alcobaça, um serralheiro mecânico, no Pombal ou a um montador de tubagens, em Valença.

Por 750 euros há vagas para um electricista, com o 4º ano de escolaridade, em Coruche, e 700 euros é quanto é oferecido a um canalizador ou um operário do fabrico de rolhas de cortiça, em Santa Maria da Feira.

O mesmo salário é oferecido a engenheiros civis, em Faro e Lisboa, com a obrigação de falarem inglês fluentemente.

No mesmo portal, há pelo menos duas vagas para advogados com salários de 840 e 850 euros, em Odivelas e Viana do Castelo.

O ordenado mínimo nacional, 485 euros, é a oferta para um engenheiro agrónomo, em Trancoso, o mesmo proposto a um trabalhador agrícola para a apanha do tomate, em Mora, no Alentejo, e metade dos 834 euros oferecidos a um tractorista agrícola, em Viana do Castelo.

No sector agrícola destacam-se os 1500 euros oferecidos a um casal que queira ser feitor/caseiro numa quinta da Covilhã.

Os salários mais altos, entre as ofertas disponíveis, são propostos a um mecânico de máquinas, com o 9º ano, a ganhar 1500 euros, em Alvalade, e um lugar permanente de dois mil euros mensais para uma intérprete de alemão e inglês, com conhecimento de finanças, banca e seguros, em Lisboa. (…)”

Tagged under:

12 Comentários

  • Santos Responder

    Eu penso que qualquer trabalho que exija experiência e perícia deve ser bem pago, seja um torneio mecânico ou um engenheiro.
    Na Suiça, pelo menos até há poucos anos atrás, os emigrantes portugueses ganhavam bastante bem, em qualquer actividade que praticassem.
    O problema são os extremos, antes da crise era o contrário, os engenheiros e doutores ganhavam bastante mais.
    Todo o trabalho é necessário e devia ser respeitado por todos, mas infelizmente, os senhores do “lado negro” fazem questão de criar separação entre as pessoas…

  • Cesaltina Responder

    Eu não fico admirada que em Portugal um engenheiro ganhe menos que um serralheiro, porque eu licenciada em Educação de Infância sempre ganhei 500 a 600 euros e uma empregada doméstica 700 a 800 euros.
    Portugal precisa de gerir melhor os recursos económicos e se fizesse como Cuba, em que todos ganham o mesmo, já não existiam os muito ricos e os muito pobres….

  • valdecir dos santos Responder

    Mas porque sera que um engenheiro em portugal ganha menos que um torneiro. Eu acredito que talvez seja pelo fato de a maioria não querer sujar as mãos de graxa e por isso esta sobrando engenheiro e faltando torneiro.

  • ENFIM! Responder

    @valdecir dos santos

    Olhe vai me desculpar mas um Engenheiro não é um Torneiro, nem o Torneiro é um Engenheiro.

    Se pensa que um Engenheiro está bem empregue a executar o trabalho de um Torneiro, argumentando ainda por cima que não o faz porque não quer sujar as mãos, é uma ideia de uma pessoa que não passou por uma Faculdade de Engenharia e não faz ideia sequer para que serve um Engenheiro e qual o seu desígnio.

    Um Engenheiro é um profissional com um leque de conhecimentos, ferramentas e capacidades que vai muito mais para além daquilo que um simples Torneiro aprende com a sua formação técnica + experiência adquirida fruto do trabalho constante com a máquina que trabalha.

    Um Engenheiro da área da Mecânica com especialização em uma área base da mesma, tem capacidades de lidar com todo tipo de projetos que envolvam o projetar, desenhar, conceber e fabricar, por exemplo sistemas de todo tipo mecânicos que simplesmente não vou detalhar por falta de conhecimento da população no geral para a sua compreensão. A matemática e a física andam de mão dada para poder fazer o Mundo, e isso não falta em Engenharia.

    As coisas não aparecem feitas do nada, e tudo o que envolva o saber fazer, tem um conjunto de Engenheiros por trás.

    O mundo sem os Engenheiros e Cientistas principalmente não existiria como existe atualmente. Olhe à sua volta e diga-me um objeto standard que não tenha Engenharia/Ciência por trás. Um computador, um carro, um avião, uma televisão, uma casa, etc…

    O problema é a ignorância natural das pessoas que não têm o conhecimento sobre a área da Engenharia e Ciências pois fogem todos a 7 pés, sendo leigos na matéria não deveriam sequer opinar sem antes tentar conhecer um pouco o que exatamente envolve a profissão de Engenharia pura.

    Não estou a tirar mérito a um profissional técnico Torneiro, que executa funções de execução técnica melhor que muitos Engenheiros recém-formados e que nunca tiveram contacto mts vezes com as máquinas… Mas saber quais os princípios, métodos e ferramentas utilizar, tanto de carácter matemático envolvendo técnicas matemáticas avançadas para maioria da população em geral como de carácter físico, para ir de encontro a determinados requisitos impostos pela necessidade do viver, está para lá do Torneiro.

    Talvez isto seja uma parede de texto enorme, mas cá em Portugal dá-me a sensação de existir um descrédito das pessoas que seguem as áreas das Ciências. Sinceramente, pessoas que seguem essa via deveriam sim ser bem remuneradas pois são elas que fazem o acontecer, e não estou a falar só da área da Engenharia.

    E digamos a parte mais importante, um percurso pelas áreas das Ciências não é nenhum passeio pela Faculdade, e digo isto para Faculdades Públicas e de referência.

    Ps. Muitas vezes esses salários são comparados de forma errónea. Não me espanta um Engenheiro recém-formado ganhar menos do que um Torneiro com 20 anos de experiência. Mas dentro de alguns anos com a experiência um Engenheiro que se torne Bom, facilmente deveria conseguir aumentos no seu salário. Mas as coisas não se regem pelo o que queremos mas pela lei da oferta e da procura. Por vezes o caminho árduo das ciências e tecnologia sai pela culatra pois o Mundo só liga ao Lucro e ao dinheiro e nada mais interessa.

  • ENFIM! Responder

    @Cesaltina

    Tem de perceber que a lei da oferta e da procura é que rege o mundo. Imposições de salário são ilusões, se quer ganhar mais tivesse tido a sorte de escolher uma profissão que quiça futuramente terá sempre procura e que haja pouca oferta da mesma. Mas isto não é assim linear, hoje pode ser bom amanhã mau.

    O que acho chocante é ver Pessoas que seguem a via das Ciências terem de estudar estatisticamente muito mais que outros de outras áreas, e chegarem a ofertas de Emprego e oferecerem-lhes quase um mísero salário mínimo. Depois queixam-se da fuga de talentos, cérebros e pessoas com capacidades para o estrangeiro, claro vão ganhar 3/4/5x mais lá fora e a fazer aquilo para o qual estiveram a estudar!!! Os empregadores e entidades têm de entender o valor dos profissionais consoante a sua formação e aquilo que podem oferecer. Caso contrário o verdadeiro motor da economia, que são as empresas que criam valor para a sociedade, no sentido do CRIAR, acabam por esmorecer e a competitividade e inovação morrem.

    Ideias todos temos, agora capacidades para as por no papel é que já não…

    Ps. essa ideia de todos ganharmos igualmente para não haver ricos e pobres é fraca na substância. Ideologias socialistas/comunistas não dão resultado e tem muitos exemplos, basta conhecer um pouco da História do mundo do ser humano.

  • jackson Responder

    Ganho 1650 reais no Brasil,trabalho com torno mecanico e torno cnc,mas o custo de vida é muito caro.

  • MARCOS ANTÔNIO DE OLIVEIRA Responder

    qual o salário hoje ai em portugal de um torneiro mecânico, com curso técnico em mecânica

  • Joao Torres Responder

    o Mundo só liga ao Lucro e ao dinheiro e nada mais interessa.

    – A culpa é do estado (funcioanriuso piblicos) que nao legisla apra uma sociedade equilibrada, sao uns parasitas,,,, leis mal feitas e abusivas, pais destruido!

  • Joao Torres Responder

    Portugal pagam mais a torneiro mecânico do que a engenheiro mecânico

    ISTO NAO PASSA DE UMA DESINFORMAÇAO E ACÇAO PROPAGANDISTICA, QUE NADA TEM A VER COM A RELAIDADE, PARA ATRAIR PESSOAS APRA ESTA AREA, O que acho completamente vergonhoso!

    MAS NAO VAO CONSEGUIR NADA PORQUE AS PESOAS COMEÇAM A VER E DESISTEM DA ESCRAVATURA.

    QUEM QUISER TORNEIROS — PAGUE!!!! E TÊ M Q TER TB UM BOCADINHO DE PACIENCIA PQ ESTA FUNÇAO NAO SE APRENDE EM 6 MESES… LEVA UMA VIDA INTEIRA A APRENDER.

  • Joao Torres Responder

    “qual o salário hoje ai em portugal de um torneiro mecânico, com curso técnico em mecânica”

    infelizmente em portugal ninguem quer saber se tens curso tecnico, so te perguntam se sabes ou nao sabes, se fores para la e começares a desconhecer algumas coisas, despedem-te logo , mesmo tendo um curso tecnico de um ano.

    Resultado, daquia uns anos vao querer torneiro bons e nao ha.

    “porque eu licenciada em Educação de Infância sempre ganhei 500 a 600 euros e uma empregada doméstica 700 a 800 euros.” – ganhavas isso porque o teu patrao te explorava e te roubava, nao tens cabeça para o mandar ir dar uma volta,
    . Tambem ha empregadas a ganahr 500.
    As pessoas têm o mercado que pedem e que se sujeitam.

  • Marcos N. Barbosa Responder

    Ola´, sou torneiro mecânico na área de manutenção de bombas hidráulicas e ganho R$ 4.200,00 por mês! Tenho 44 anos e 20 de experiência nessa área. Penso em deixar o Brasil ,em virtude do alto custo de vida na minha opinião! Agora pergunto: Será que vale a pena ir pra Portugal atrás de uma vida melhor? Tenho esposa e um filho pequeno!!

  • António Gomes Responder

    Olá Marcos. Aqui o mercado de trabalho está mau, não te pagam mais do que 700€ e por esse valor não vale a pena atravessar o Atlântico, tenta outro país europeu, como Alemanha, Inglaterra ou Suíça, pois todos os portugueses estão a sair do país em busca de melhores condições, pois aqui ganha-se mal e porcamente sem nenhumas perspetivas de vida e de carreira. Aqui um engenheiro recém-licenciado ganha 550€ líquidos no final do mês, o que dá 1800 reais, o que é escravatura moderna, e progressão é uma miragem, por isso é que centenas de milhares de engenheiros super-competentes porque só os melhores emigram estão por esse mundo fora, ficam os fracos a fazer companhia aos patrões tugas com os seus estaginhos. O meu irmão é eng.º eletrónico e está na Irlanda a limpar mais de 7k€ com casa paga! Quem for burro que vá para moleiro… Já dizia a minha querida avó!

Deixar uma resposta