Censos 2011: 2,7 é o número médio de residentes nos alojamentos que responderam pela internet

Segundo o INE, o número médio de pessoas a residir nos alojamentos clássicos que remeteram a resposta ao Censos 2011 pela internet é de 2,7 pessoas. Até Às 24h de dia 12, momento em que se encerrou a resposta pela internet, ?5 333 mil pessoas residentes em 1 968 mil alojamentos clássicos haviam entregue os respectivos inquéritos censitários. De momento, entre os países que estão a desenvolver os respectivos recenseamentos que contam com resposta pela internet, a taxa de resposta portuguesa é, inquestionavelmente, a mais elevada – a rondar os 50%.

Adenda: alguns agentes que quiseram manter o anonimato disseram-nos para desvalorizarmos a grandeza destes 50% pois terão sido muitos os agentes recenseadores que “preferiram” digitar pela internet as respostas que receberam em papel, utilizando para o efeito os códigos previamente emitidos que não terão sido reclamados pelos recenseados, evitendo assim ter de validar o inquérito em papel. Assim sendo e como não há hipótese de saber se o preenchimento pela NET foi feito pelo próprio ou por um recenseador, uma parte indeterminada dos inquéritos terão sido carregados pelos agentes. Esta é só uma das muitas situações curiosas que terão acontecido (como acontecem sempre e em qualquer país) com a operação censitária. No caso concreto, os recenseadores terão até poupado trabalho posterior (de leitura óptica e correcção) dado que digitalizaram a informação. Note-se que no Brasil, o ano passado, os Censos foram preenchidos, se não integralmente, em larga medida, em suporte digital, estando os agentes munidos de PDA para recolherem a respostas.

Segundo o INE, à data de 13 de Abril, “estão recenseadas cerca de 8 553 mil pessoas, 5 333 mil através da Internet e 3 220 mil através de resposta em papel.”
Tendo em conta o gráfico apresentado pelo INE com o acumulado diário de respostas pela internet, talvez não tivesse sido desaconselhado manter o canal de entrega internet disponível durante mais algum tempo. Em todo o caso é preciso ter em conta que a recolha presencial será a última linha de contacto pelo que é natural que a entrega em papel termine após se apurar as respostas não recebidas.
Os questionários em papel serão recolhidos pelo menos até 24 de Abril.

Tagged under:

Deixar uma resposta