Indústria Portuguesa regista forte subida no volume de encomendas

O destaque do INE é interessante:

“Em Junho de 2010, o valor das novas encomendas recebidas na indústria registou uma variação homóloga de 9,9% (-2,3% no mês anterior). Este resultado foi determinado pelo comportamento mais positivo do mercado externo (17,8% em Junho, 1,9% em Maio) e, em menor grau, pelo comportamento do mercado nacional, que apresentou uma variação de 2,0% (-6,6% no mês precedente).”

Mas o detalhe é particularmente animador:

“(…) O agrupamento de Bens Intermédios, com um contributo de 7,4 pontos percentuais (p.p.), determinou a variação homóloga do índice total. Este agrupamento registou uma taxa de variação de 15,4% depois de no mês precedente a mesma se ter situado em -2,0%. Os agrupamentos de Bens de Consumo e de Bens de Investimento apresentaram variações de 6,9% e de 3,5%, respectivamente (8,2% e -8,1% no mês anterior, pela mesma ordem). (…)”

Na próxima sexta-feira será conhecida a primeira estimativa referente ao PIB do 2º trimestre de 2010.

Tagged under:

Deixe um comentário

O seu email não vai ser publicado.