Níveis de confiança caiem de forma generalizada


“O indicador de clima económico diminuiu ligeiramente nos dois últimos meses, afastando-se do patamar em que se situou nos meses anteriores.
O indicador de confiança dos Consumidores manteve um movimento descendente desde Novembro de 2006, registando o valor mais baixo desde Fevereiro de 2006.”

Mais detalhes no Portal Oficial de Estatísticas do INE.

2 Comentários

  • João Pinto e CastroResponder

    No entanto, os números tornados públicos revelam um crescimento significativo do consumo no período do Natal em comparação com 2006. Como compatibilizar esses dados?

  • Rui Cerdeira BrancoResponder

    É nestas alturas que o Economista vira psicólogo social para procurar uma “compatibilidade”.
    Em teoria, a confiança tem uma boa dose de relatividade, enquanto o volume de transacções reportado pela SIBS é absoluto. Pontuamente podemos ter uma divergência.
    O Inq aos consumidores está a precisar de um refrescamento urgente e poderá haver algum efeito bizarro pelo envelhecimento (rarefacção) da amostra mas não deverá ser suficiente para explicar o movimento recente.
    Por outro lado, as notícias do lado financeiro/consumo também são algo surpreendentes pelo vigor. Entre um e outro, neste momento, tendo a seguir mais confortavelmente o informação sobre o crescimento do consumo. Já quanto à info relativa à cofiança das empresa da industria, construçao e serviços não me paree que haja grandes dúvidas, a coisa está a piorar.

Deixe um comentário

O seu email não vai ser publicado.

NOS