Blogs do Ano - Nomeado Política, Educação e Economia

Menos 100 milhões de imposto sobre o Tabaco em apenas um mês

Economia & Finanças

Economia & Finanças
Segundo avança o Jornal de Negócios, que terá tido acesso a dados das Finanças, a mossa na recolha fiscal, largamente justificada pelas restrições geográficas ao consumo do tabaco, bem como por condicionalismos legais com impacto na produção nos últimos meses do ano, teve um impacto directo, imediato, em Janeiro, de cerca de 100 milhões de euros a menos, quando comparado com igual período do ano passado.

Entretanto, por estes dias afina-se o valor final do défice orçamental de 2007 que, a menos de uma grande surpresa que não se vislumbra, ficará claramente abaixo de 3%. Aceitam-se apostas.

4 Comentários

  • tatoResponder

    não vejo como negativo esta falta de entrada nos cofres do estado de 100milhoes de euros. penso ate que o estado fica no lucro. pessoas mais saudaveis com menos fumo, factor, q não afecta unicamente a população fumadora, como toda a população em geral. Além disso, esse valor, se era referente a impostos da compra de tabaco, representa q os cidadãos teram poupado mais, já q pouparam o que ia pro comerciamente assim como o que ia pro estado. Logo… mais dinheiro na carteira para se gastar numa outra coisa qualquer (até faz algum bem à economia) ou melhor ainda, investido em algo que realmente traga retorno ou aumente a qualidade de vida de cada um.

    Fora do tema gostaria de dar os meus parabéns ao criador deste site que descobri ha alguns dias e que ja corri de fio a pavio.
    Muito bom trabalho.

  • Rui Cerdeira BrancoResponder

    Obrigado pelo incentivo 🙂
    Para que não restem dúvidas, o artigo não tinha por objectivo emitir um juízo de valor.

  • JazpResponder

    uma aposta para o défice de 2007: 2,4% (que me tem por base duas apostas: PIB entre 1,9-2%, e efeito fiscal em 0,5 p.p)

    esta aposta do governo para baixar tudo este ano é má, pois 2008 vai ser um mau ano e devido ao MTO vai ser obrigado a baixar mais 0,5p.p este ano, e este ano isso não vai ser possível (as receitas fiscais estão num patamar difícil de ser ultrapassado e as despesas não podem ser mais contidas devido a ser um ano antes das eleições e termos que aumentar o investimento público)

    isto vai ser complicado

    um abraço

  • ALEXANDRINAResponder

    COMO FUMADORA NAO ESTOU CONTRA AS RESTRIÇÕES FEITAS AOS FUMADORES SO TENHO PENA QUE CONTINUEM A DAR PENSÕES AO CONSUMIDORES DE COCAINA E HEROINA PAGUE O ESTADO DESINTOXICAÇOES AOS DITOS CUJOS E AINDA POR CIMA TUDO ILEGAL,E OS FUMADORES QUE O TABACO DA DE LUCRO AO ESTADO 70% DO SEU VALOR SEJAM TRATADOS COMO CRIMINOSOS E DELINQUENTES VISTO QUE TEMOS DE VIR FUMAR PARA A RUA.
    E AGORA PERGUNTO EU “O CRIME COMPENSA OU NAO?”

Deixe um comentário

O seu email não vai ser publicado.