IRS: menos retenção mensal, menos reembolso em 2009 (Act. 20 JAN2009)

[wp_ad_camp_1]Economia IFaçamos então um ponto da situação quanto ao IRS 2008/2009  [As tabelas para 2009 estão disponíveis aqui (2ª página)]        [As tabelas de 2008 estão disponíveis]:

Progressivamente, ano após ano, o Estado tem vindo a diminuir o valor a reter mensalmente a cada contribuinte em sede de IRS através de uma actualização dos intervalos das tabelas acima do aumento de referência previsto para os salários.

Este ano, as tabelas de IRS foram actualizadas em quase 4%, enquanto o aumento de referência no Estado será de cerca de metade, 2,1%. É por isso que quase todos os que receberem um aumento abaixo dos 4% verificarão que o rendimento líquido no fim do mês será incrementado acima do aumento salarial: ao aumento salarial haverá a juntar a redução do IRS. A taxa de imposto anual (a que é usada no apuramento do IRS a pagar aquando do acerto de contas via declaração de rendimentos) sofrerá contudo uma actualziação de 2,1% pelo que, na prática, não há redução de imposto, apenas se diminuirá o montante que é arrecadado mensalmente pelo Estado e que tantas vezes este teria de devolver via reembolso, largos meses após o ter recolhido. Pessoalmente prefiro não receber reembolso anual e ter o dinheiro disponível no fim do mês.

Para os funcionários públicos (os tais com aumento de 2,1%) é até possível que ocorra uma descida para o escalão inferior, tal é a diferença entre a actualização salarial e a actualização das tabelas, o que levará a que o IRS possa descer 1,5 pontos percentuais. Infelizmente para muitos, o mês de Janeiro será também o mês em que aqueles que descontavam apenas 10% para o seu sistema de segurança social, “apanhará” a taxa do regime geral, 11%, pelo que o líquido no fim do mês, poderá ficar quase na mesma.

46 comentários sobre “IRS: menos retenção mensal, menos reembolso em 2009 (Act. 20 JAN2009)

  1. Como já referi noutro lugar, consultando o site da DGCI (declarações electrónicas), só após aparecer a situação “reembolso emitido” é que é de aguardar o reembolso na conta, num prazo nunca inferior a 8 dias. Todas as outras situações, que não esta, é de aguardar!
    Outra questão que vejo também aqui no forum, é o pessoal referir “a minha declaração está liquidada e ainda não recebi”! Liquidação em termos fiscais, significa que o imposto está calculado, não significa aquilo que em linguagam comercial significa pagamento! Significa, por exemplo, que cada liquidação pode ter de esperar por qualquer situação de controle, a decorrer, por exemplo!

  2. Estava há dias a falar com um amigo meu Nova-iorquino que conhece bem Portugal. Dizia-lhe eu à boa maneira portuguesa de “coitadinhos”: – Sabes, nós os portugueses somos pobres…
    Esta foi a sua resposta:
    Como podes tu dizer que sois pobres, quando sois capaz de pagar por um litro de gasolina, mais do triplo do que pago eu?
    Quando vos dais ao luxo de pagar tarifas de electricidade, de telemóvel 80 % mais caras do que nos custam a nós nos EUA?
    Como podes tu dizer que sois pobres quando pagais comissões bancárias por serviços bancários e cartas de crédito ao triplo que nos custam nos EUA?
    Ou quando podem pagar por um carro que a mim me custa 12.000 US Dólares e vocês pagam mais de 20.000 EUROS, pelo mesmo carro? Podem dar mais de 8.000 EUROS de presente ao vosso governo e nós não.

    Nós é que somos pobres: por exemplo em New York o Governo Estatal, tendo em conta a precária situação financeira dos seus habitantes cobra somente 2 % de IVA, mais 4% que é o imposto Federal, isto é 6%, nada comparado com os 20% dos ricos que vivem em Portugal. E contentes com estes 20%, pagais ainda impostos municipais.

    Além disso, são vocês que têm “ impostos de luxo” como são os impostos na gasolina e gás, álcool, cigarros, cerveja, vinhos etc, que faz com que esses produtos cheguem em certos casos até certos a 300 % do valor original., e outros como imposto sobre a renda, impostos nos salários, impostos sobre automóveis novos, sobre bens pessoais, sobre bens das empresas, de circulação automóvel.

    Um Banco privado vai à falência e vocês que não têm nada com isso pagam, outro, uma espécie de casino, o vosso Banco Privado quebra, e vocês protegem-no com o dinheiro que enviam para o Estado. E vocês pagam ao vosso Governador do Banco de Portugal, um vencimento anual que é quase 3 vezes mais que o do Governador do Banco Federal dos EUA…

    Um país que é capaz de cobrar o Imposto sobre Ganhos por adiantado e Bens pessoais mediante retenções, necessariamente tem de nadar na abundância, porque considera que os negócios da nação e de todos os seus habitantes sempre terão ganhos apesar dos assaltos, do saque fiscal, da corrupção dos seus governantes e autarcas. Um país capaz de pagar salários irreais aos seus funcionários de estado e da iniciativa privada.

    Os pobres somos nós, os que vivemos nos USA e que não pagamos impostos sobre a renda se ganhamos menos de 3.000 dólares ao mês por pessoa, isto é mais ou menos os vossos 2.370 euros. Vocês podem pagar impostos do lixo, sobre o consumo da água, do gás e electricidade. Aí pagam segurança privada nos Bancos, urbanizações, municipais, enquanto nós como somos pobres nos conformamos com a segurança pública.

    Vocês enviam os filhos para colégios privados, enquanto nós aqui nos EUA as escolas públicas emprestam os livros aos nossos filhos prevendo que não os podemos comprar.

    Vocês não são pobres, gastam é muito mal o vosso dinheiro.
    Ou então, vocês Portugueses são uns estúpidos ou uns mansos…!

    Que vamos responder ?

    Por favor dêem-me sugestões.

  3. Viva,Pedro Miguel!

    Li com atenção o seu “post” e subscrevo quase na totalidade o que escreveu.
    De facto, é como diz: vivemos acima das nossas posses, queremos mostrar grandeza que não temos e naquilo que deveríamos perseverar, não somos grandes: sermos cidadãos de corpo inteiro – exigir os nossos direitos, já que cumprimos os nossos deveres!
    Concluindo, amigo, enquanto não interiorizarmos a noção de cidadania, seremos sempre vítimas da prepotência da Administração Fiscal e Local (falando neste caso concreto de impostos ou taxas que nos são exigidas)! Tudo passa, por cada um, reclamar quando é de reclamar e não baixar a cabeça, perante injustiças que nos são impostas!
    Os fazedores de leis e quem as põe em prática, não podem ser deuses do Olimpo, detentores da verdade e os pobres contribuintes “carneiros” a quem é sonegada a justiça a que têm direito!

  4. Pois….vamos todos morar para os estados unidos…
    aliás…penso que deveriam era ir todos para os EUA e ficarem lá com as coisas boas todas que eles têm…
    nomeadamente a criminalidade, o sistema de segurança social (que não existe) e muito mais que não vale a pena mencionar, não vale a pena ou não dá jeito.
    Não dêem exemplos que não conhecem. Eles lá ao muito bons, até porque foram eles que começaram esta dita crise. Sim, é preciso não esquecer que eles de tanto querer ganhar e manipular acabaram por estragar o resto da malta toda.
    Enfim…sejam prudentes naquilo que falam e que dizem, porque se não se conhece não se fala. OU então ide morar todos para lá e deixem cá os “ricos” dos Portugueses, pois existem paises bem piores nesta matéria que Portugal.

  5. Fiz a minha declaração de 2009 IRS via internet, e até á data ainda não recebi qualquer confirmação da entrga da mesma, agradecia informação sobre o assunto

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.