O dia em que o Tolar deu lugar ao Euro

EsloveniaÉ a notícia do dia em termos financeiros neste canto do mundo. Pela primeira vez desde 2001 o clube restrito dos países que integram a Zona Euro alargou-se hoje à Eslovénia, de longe um dos países mais equilibrados economicamente (e desenvolvidos) que aderiram recentemente à União Europeia e assim morreu o Tolar.

A Eslovénia, recorde-se, país fronteiro à Itália, à Austria, à Hungria e à Croácia, fazia parte da antiga Jugoslávia e foi um dos poucos estados da antiga federação que passou praticamente incólume ao conflito balcânico que se seguiu à declaração de independência por parte de alguns Estados. A este fenómeno não terá sido alheia a sua localização geográfica, no extremo norte da antiga Jugoslávia (tendo a Croácia e a Bósnia como tampão face à Sérvia), bem como a sua homogeneidade religiosa – trata-se de um país quase exclusivamente católico.

Em muitos aspectos este pequeno país é uma absoluta singularidade na história europeia recente e poderá desempenhar um papel bem mais relevante do que a sua dimensão poderão sugerir, tanto em termos políticos como económicos se perspectivarmos os problemas para o futuro da coesão europeia com o processo de alargamento da própria União (recorde-se o alargamento à Roménia e à Bulgária que hoje também se concretiza).

O simples facto de existir, rico, pequeno, eslavo e católico ajudará a dificultar algumas tentações maniqueístas da catalogação dos 27 estados que constituem a União Europeia.

Voltando ao Euro, de 12 passou-se a 13 países crescendo a área de influência para os balcãs e sendo o Euro a moeda nacional de mais 2 milhões de habitantes. A Eslovénia é seguramente um país que vale a pena conhecer e admirar.

Tagged under:

4 Comentários

Deixe um comentário

O seu email não vai ser publicado.