BCE debaixo de fogo – as taxas de juro continuarão a crescer?

BCE debaixo de fogo. Finalmente surgem nesta notícia alguns sinais de salutar discordância no seio do Banco Central Europeu.

“(…) A perspectiva de Mitja Gaspari é partilhada pela maioria dos 19 membros do conselho de governadores do BCE. “A maioria de nós tem a mesma opinião”, de que a inflação na Zona Euro está controlada, ainda que membros do BCE como Axel Weber e Klaus Liebscher continuem a salientar os riscos inflacionistas.

A desvalorização de cerca de 20% dos preços do petróleo desde o máximo histórico fixado em Julho do ano passado contribuiu para que a taxa de inflação nos 13 estados-membros que partilham o euro permanecesse abaixo do limite de 2%, pelo sexto mês consecutivo. (…)”

Continuo desconfiado que há alguma agenda desconhecida entre os que continuam a defender a subidas das taxas de juro. Pode até haver uma justificação económica, mas terá pouco a ver com os dados fundamentais disponíveis nos últimos meses. Quererá o BCE colocar os juros a um nível suficientemente alto, aproveitando ao máximo a “folga” que o crescimento económico dá para conseguir um patamar mais manobrável na próxima fase de mudança do ciclo?

Recordo que o diferencial face aos EUA ainda é grande (150 ponto base, que é o mesmo que dizer, 1,5 pontos percentuais). Mas se tiver algo a ver com isto, então a conversa seria ainda mais séria do que tem sido. Hoje mesmo foi a Comissão Europeia, via Durão Barroso, a reforçar as críticas ao BCE…

Deixar uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.