O fenómeno das quebras e subidas abruptas e instantâneas na bolsa (rev.)

No início de Maio houve uma queda abrupta (flash crash) no mercado de acções americano que levou a autoridade de supervisão local a impor suspensões travão quando e se houvesse títulos a cair abruptamente em poucos minutos. O limiar foi fixado nos 10% de variação se ocorrerem num espaço de 5 minutos, entrando em funcionamento apenas algum tempo após o início de cada sessão.

Na altura, perante a perplexidade do evento se cogitou ter-se tratado de erro humano no lançamento de algumas ordens. Alguns disseram que podia não ser isso. Segundo o Negócios, anteontem o Citigroup caiu em poucos minutos cerca de 17% no mercado americano e não terá caído mais porque entrou em acção o referido travão. Há alguns dias havia sido a Boeing a cair 44% em pouco tempo sem que tivesse surgido nova informação sobre o título. E meio do mês havia sido o Wall Street Journal que disparara 99%. Afinal o que se está a passar?

Ler mais