Entrega de IRS 2017: Sustos e bugs no preenchimento

Feita a primeira simulação do IRS via Portal das Finanças, dá para perceber que ainda há muito para andar em termos de integração de informação no pré-preenchimento. Desde logo, o ideal é descarregar a aplicação do IRS das finanças e usar o simulador para o IRS 2017 lá embutido. Tentar entregar diretamente via browser é cada vez mais difícil face à incompatibilidade com o java (a linguagem da aplicação desenvolvida pela Autoridade Tributária há vários anos). Mas vamos a um conjunto de comentários mais ordenados.

 

Entrega de IRS 2017 – Eis alguns exemplos:

  1. Os pagamentos por conta realizados ao longo do ano não surgem automaticamente incluídos na declaração; Se o contribuinte se esquece, pagará a mais;
  2. Porque é necessário todos os anos indicar os dependentes? Devia ser ao contrário, por definição,  mantinha-se o cadastro do ano anterior. Se ele for diferente, então sim o contribuinte altera. Só esta situação deve provocar alguns sustos em quem vá de imediato para o botão de simulação sem perceber que tem de introduzir os dependentes à unha;
  3. Pelo menos os atos isolados (os recibos verdes eletrónicas de quem não tem atividade aberta) não dão origem a um anexo de categoria B. Tal não deveria ser automático, tal como sucede com os recibos verdes eletrónicos de quem tem atividade aberta?
  4. Pelo menos a informação sobre rendimentos prediais surge incompleta a vários contribuintes o que é estranho dado que são situações em que os recibos de renda foram emitidos eletronicamente através do Portal;
  5. O simulador apresentado continua a não “descansar” o contribuinte em termos de deduções e benefícios pois tudo se faz na sombra (ou consta noutros sítio); a incorporação dos dados enviados pelas instituições à AT referentes a cada contribuinte fica algures atrás das janelas da máquina fiscal. No simulador da liquidação do IRS a informação não surge discriminada;
  6. Por outro lado, como já dissemos, é quase impossível preparar a entrega da declaração sem descarregar uma versão do software das finanças no PC pois são raros os browsers que suportam java; mais barreiras que nem todos saberemos superar de forma autónoma;
  7. Seria simpático que surgisse, na validação, uma informação do género “Não indicou nenhum entidade beneficiária da sua consignação de IRS, se desejar indicar clique aqui“. Outra hipótese seria, tal como se faz com o IBAN, perguntar se quer continuar a consignar o IRS à mesma instituição que no ano anterior. Instituir este protocolo representaria menos uns tostões para o orçamento do estado mas dar-se-ia melhor sequência ao espírito da consignação.

E para já é tudo, mais surgirão certamente, como sugestões de melhoria ao longo dos próximos dias.

Juntem as que tiverem, se desejarem, na caixa de comentários em baixo.
Bom IRS!

 

Pode acompanhar artigos mais recentes sobre o tema aqui em =>  IRS 2017.

Tagged under:

143 Comentários

  • AdrianResponder

    As despesas com reabilitacao urbana, estao a ser automaticamente colocados pelo e factura no campo 6C do anexo H baixo o codigo 654 despesas com rendas, mas devem ser colocadas no campo 6B do anexo H baixo o codigo 607, encargos suportados…

  • Paula TeixeiraResponder

    Boa tarde, tenho um irmão que fez um trabalho de fotografia para a Câmara Municipal, foi facturado e foi um acto isolado, agora não sei os códigos que devo colocar no anexo B.

  • JoséResponder

    Os donativos feitos constam já na declaração pré-preenchida?
    E as deduções com despesa de saúde?
    Nem uma coisa, nem outra é visível.

  • Raquel FerreiraResponder

    O quociente familiar não atualiza (no simulador) em função dos dependentes
    a cargo

  • SílvioResponder

    Raquel Ferreira, também a minha primeira impressão foi igual à sua, mas depois verifiquei que está correcto segundo o último O.E..

    “O quociente familiar foi revogado para 2016, regressando-se à aplicação do quociente conjugal. Em contrapartida, foi aumentada a dedução à coleta fixa atribuída por referência a cada dependente, de € 325 para €600, e por cada ascendente que viva efetivamente em comunhão de habitação com o sujeito passivo, de €300 para €525, desde que aquele não aufira rendimento superior à pensão mínima do regime geral.”

  • susanaResponder

    Rendas e despesas de saúde associadas a taxas moderadoras não apareciam por isso não pude fazer pela via automática… Já ano passado foi a mesma coisa… estas despesas não apareciam.

  • Paulo VieiraResponder

    Problema com o software das finanças, utilizo o Firefox este foi actualizado e já não suporta o Java, mudei para o Internet Explorer mas este também foi actualizado para o Edge e não consigo arranjar maneira de preencher a declaração, pergunto se alguém têm o mesmo problema e como o resolveu. Obrigado.

  • RosaResponder

    O simulador está a dar-me sempre o mesmo valor, quer com ou sem anexo H!!!
    Já liguei para lá, mas quem me atendeu não deu nenhuma explicação ou solução.

  • DiogoResponder

    Continuo a não perceber porque tenho que introduzir manualmente os dados do imóvel sobre o qual tenho benefícios. Também penso que poderia ser preenchido centralmente.

  • Cristina GonçalvesResponder

    No meu caso, tive de inserir manualmente os dados relativos ao registo predial (código da freguesia, fracção, etc.) Se logo a 25 de Março recebemos a notificação para pagar o IMI, porque não inserem esses dados no pré-preenchimento?

  • Emília FerreiraResponder

    as taxas moderadoras do centro de saúde não encontro, será que já estão? só consigo ver as dos hospitais

  • MarianaResponder

    Apesar de ter todas as condições, não me aparece uma declaração automática, não entendo porquê.

  • António CostaResponder

    OUTRO TRUQUE das Finanças:uma viuva reformada recebe duas pensões(viuvez+CNP).A primeira faz a retenção do IRS(CGA).A segunda porque o valor é baixo(inferior a 300€)não retem na fonte.Porém as duas acumuladas são aproveitadas pelas Finanças para penalizar a viúva em cerca de 1.000€ no final do ano fiscal.Como se pode evitar tal situação?

  • CRosadoResponder

    Caro António Costa, salvo melhor opinião, julgo não haver truque nenhum para penalizar seja quem for que esteja na situação referida. Trata-se simplesmente de taxar rendimentos englobados … A alternativa é pedir no CNP para lhe fazerem retenções mensais, atendendo ao facto de ter outros rendimentos. Contudo, creia que, no limite, é financeiramente preferível pagar no fim do ano fiscal !!!

  • NocasnResponder

    Alguém submeteu a 31/3 e ainda aguarda validação?

  • José LimaResponder

    Quando preenchido o quadro de dependentes em guarda conjunta, mencionado o outro progenitor o colocando a validação do novo quadrado SP, não aceita a submissão, dando o erro de que o dependente não está declarado como guarda conjunta.

  • MiguelResponder

    Boas pessoal,

    Para quem ainda não conseguiu aceder ao formulário de IRS devido aos browsers em 2017 não correrem o JAVA, podem usar um add-on para Chrome que se chama “IE Tab”. Isto basicamente vai simular o Internet Explorer dentro do Chrome, e assim vão conseguir correr o JAVA. De notar que precisam de ter o JAVA instalado no computador.

  • LunaResponder

    Eu entreguei no dia 31, e continua com a mensagem de “rececionada a aguardar validação”

  • nunoclixResponder

    Aguarda validação desde dia 30 às 18h45.

  • pjorgeResponder

    Aparentemente não estão a ser cumpridas as 48 horas (nem perto disso) para a declaração ser considerada validada. Entreguei a 01 de abri e assim permanece. Alguém já foi bem sucedido e ultrapassou esta fase?

  • SaraResponder

    Boa tarde, parece-me que as despesas gerais e familiares e, também, os pedidos de fatura não estão a ser comtempladas como benefícios. Mesmo quando peço para inserir os dados manualmente, são os únicos campos que não é possível verificar/corrigir. Também, quando verifico o total de benefícios, parece-me que estes dois benefícios não estão a ser contabilizados. Alguém já verificou se assim é? Também vos acontece?
    Obrigada,

  • zé cruzResponder

    Entreguei a minha declaração dia 31/3/2017, hoje, dia 7/4/2017, continuo a aguardar validação

  • zé cruzResponder

    Entreguei a minha declaração a 31/3, joje, dia 7 de abril, continuo a aguardar validação

  • Jose BastosResponder

    Entreguei a minha declaração a 01-04-2017 e continua aguardar validação

  • Luis MoreiraResponder

    Entreguei a minha declaração a 01-04-2017 e continua aguardar validação.

  • veralagosResponder

    Eu entreguei a minha declaração dia 1 de abril, bem como as dos meus pais, e até agora nenhuma foi validada! Só espero que não fiquemos “encalhados” como os do ano passado!

  • Cátia AparícioResponder

    Boa tarde
    A alguém já aconteceu preencher e validar a Declaração de IRS sem qualquer erro, e ao Submeter indica que ocorreu um erro e para tentar mais tarde?
    Cumprimentos

  • Cátia AparícioResponder

    Boa tarde,
    Infelizmente não estou a conseguir submeter a minha declaração de IRS. Apesar de ao validar não indicar qualquer erro, quando tempo submeter surge a mensagem de “Ocorreu um erro na submissão da Declaração” e para tentar mais tarde.
    Já aconteceu a alguém? Já registei um pedido no e-Balcão mas até agora nada.
    Cumprimentos e obrigada,

  • CarlosResponder

    Há dois dias que tento submeter a declaração e obtenho sempre a mesma resposta: “Ocorreu um erro na submissão da Declaração.” Nunca diz é que tipo de erro nem como o ultrapassar a não ser a estúpida resposta “Tente novamente”.
    Isso já eu fiz várias vezes. Desesperante. A ineficácia habitual, com total ausência de respostas.

  • Pingback:Reformas Antecipadas, Sustos no IRS 2017 (TOP 5) - Economia e Finanças

  • Susana MoreiraResponder

    Por vezes o motivo para dar erro na submissão da declaração é simplesmente pela hora do computador não estar certa, sugiro que acertem a hora do computador pela hora por exemplo de um canal de tv noticias (sicnoticias…)

  • Fabiane SilvaResponder

    Boa noite!
    Também entreguei meu IRS no dia 01-04-2017 e até o momento continua a aguardar validação!

  • LuisResponder

    Boa noite,
    Hoje durante todo o dia tentei submeter o IRS e obtenho sempre o mesmo erro “Ocorreu um erro na submissão da Declaração.”

  • Alexandre OliveiraResponder

    Por mais tentativas que faça, ainda não consegui submeter o IRS, aparece sempre a mensagem de erro e que volte a tentar novamente. Enfim, penso que esta acontecer a todos que estão a submeter a partir do dia 6 de abril.

  • Alexandre OliveiraResponder

    É impossível submeter o IRS, há mais de dois dias que tento e a mensagem é sempre a mesmas tente novamente.

  • Sandra PiresResponder

    Boa tarde!
    Tenho tentado colocar o IRS e não consigo a declaração não apresenta erros, mas na submissão dá sempre erro, já tentei com vários familiares visto ter 7 IRS para colocar e é desesperante não conseguir nenhum devido ao erro de submissão…alguém sabe como resolve-lo, a hora do meu computar está correcta por isso não é daí o erro.

  • Vitor ValenteResponder

    Segundo julgo saber, as declarações de IRS de 2017 relativas aos rendimentos de 2016, só são consideradas automáticas, se o contribuinte tiver só rendimentos do trabalho e ou pensões e as respectivas despesas validadas, no e-factura dentro dos prazos, salvo erro dia 20 Fevereiro foi o ultimo dia ,e ainda ser um único contribuinte , passa logo à situação de “Pagamento” como o próprio nome indica é “Automática”, (tive casos que correram bem , tudo o resto, existe uma nota que refere, porquê não pode ser “Automática” basta ter um dependente ,já não será automática, tem que fazer como no ano anterior. Neste sentido a AT,(aguarda validação), só poderá aceitar a entrega da declaração, depois de validadas todas as situações referidas na nota, tudo o resto será como no ano passado, eu tive casos de declarações entregues no final de Abril/2016, que levaram cerca de um mês a serem validadas, no entanto reembolsos/pagamentos, não sofreram atraso significativo, a unica diferença foi que as declarações entregues na primeira quinzena do mês de Abril de 2016, receberam na maior parte os reembolsos no inicio de Maio. Quanto a dados que poderiam já estar inseridos na declaração deste ano, exemplo IMI, é natural que no próximo ano, já seja possivel ter os mesmos automáticamente evidenciados na respectiva declaração.

  • AnacapeResponder

    Boa noite. A minha declaração passou hoje para validada. Submeti dia 1/4.

  • PjorgeResponder

    Declaração certa hj

  • fabiooResponder

    Sempre que tento submeter a declaração e obtenho sempre a mesma resposta: “Ocorreu um erro na submissão da Declaração.” Validei a declaração e não apresenta erros. pode ser porque alterei o valor do rendimentos e Retenções? coloquei os valores que me entregaram na empresa na delaração de retençoes de IRS

  • SusanaResponder

    Bom dia,

    Há 2 dias que estou a tentar submeter a declaração do IRS e aparece sempre a mesma mensagem “Ocorreu um erro na submissão da Declaração”, mas a declaração não apresenta erros.Alguém me pode informar se já aconteceu o mesmo e como resolveu o probelma? Obigada.

  • MarcoResponder

    Bom dia.
    Eu também me debati com a entrega pela net.
    A solução que encontrei foi fazer o download da aplicação para preenchimento offline. Gravar o ficheiro criado. Após, ir ao sítio da AT e utilizar a opção “Enviar ficheiro com declaração previamente gravada”.

  • AndreResponder

    Bom dia

    Carlos e Susana Moreira…dá-me exactamente o mesmo erro….já solucionaram o problema?

  • RuiResponder

    Boa tarde,

    Estou com a seguinte situação:
    Vivo em Paço d´Arcos, junto ao Parque dos poetas e tenho atribuído como código finanças, o de Porto Salvo, mas isso não é o pior, a simulação dá um valor bastante inferior relativamente ao código de Paço d´arcos. Aconteceu a alguém ou sabem onde confirmar que não existe nenhum erro com o meu cód.Finanças??

  • ricardoResponder

    desde ontem que nao consigo submeter a declaraçao de irs , diz ser um erro na submissao da declaraçao e para tentar mais tarde.
    Alguem sabe se é dos serviços de finanças ou de configuraçoes de internet como o java?
    Obrigado

  • xandarResponder

    Para quem esta com dificuldades em submeter a declaracao gravada pelo programa, aconselho a desinstalar o programa, e ir ao site instalar o novo programa. Tenho a impressao que actualizaram (04-04-2017). Depois de instalado a nova versao podemos ir buscar o ficheiro previamente guardado e já nao dá erro na submissao do ficheiro.

  • Vanusia LuisResponder

    Boa noite, quero agradecer a dica deixada por” xandar ” foi mesmo necessário reinstalar o programa para conseguir submeter a declaração.
    obrigada.

  • Raquel CarvalhoResponder

    Para quem está com dificuldades com o Java, usem o Internet explorer mas o mais antigo, o que o símbolo do E tem um risco amarelo, ou então desinstalem a última atualização do firefox.

  • MaguiResponder

    Para resolver a situação do erro de “tente mais tarde”, basta irem novamente ao site das finanças e fazer o download da versão mais recente que está lá e actualizam. Eu consegui submeter a minha bem e passado uns dias não consegui a dos meus pais, fiz essa actualização e ja deu.

  • LunaResponder

    Bom dia, entreguei em 31/03/2017, continua como rececionada a aguardar validação. Gostaria de saber se quem entregou nos primeiros dias, mantém esta situação, ou se já passou ao passo seguinte- validada- declaração certa. Obrigada.

  • LunaResponder

    Bom dia, entreguei a declaração em 31/03/2017 e mantém -se como rececionada a aguardar validação. Gostaria de saber se há alguém com situação seguinte – validada/declaração certa. Obrigada.

  • LRResponder

    Poderiam informar-me de quais os navegadores em que registaram o IRS e se possível se são versões atualizadas, porque eu por estas versões não consigo entrar no Java e ao tentar colocar as mais antigas o sistema não deixa e é com essas que as Finanças funcionam. Obrigada.

  • chavessousaResponder

    Porquê que no final do preenchimento consigo fazer a simulação e ao submeter, o programa diz-me que não é possível porque a versão não está actualizada e terei que descarregar a versão actualizada, quando na realidade a versão que estou a usar foi a que descarreguei uns minutos antes???

  • Jane CarvalhoResponder

    Estou a tentar fazer simulações online para decidir se fazemos a tributação conjunta ou separada. Temos dois dependentes, inseri um em cada declaração – deveria ser assim? O nosso filho mais velho tem um pequeno rendimento em recibo verde. Na net diz que é mais vantajoso fazer a decaração e separado, e colocar o dependente com maiores deduções com quem recebe mais. No nosso caso parece que não é vantagem, pois entregando em conjunto é-nos devolvido praticamente o dobro do que declarando em separado. Como podemos ter certeza que as simulações estão corretas? Alguma dica? Isso pode estar a acontecer porque há poucas deduções relativas aos dependentes?

  • Francisco PestanaResponder

    Boas. Alguém sabe onde preencher as despesas gerais e familiares: Anexo e e quadro?

  • DiogoResponder

    Preencho o anexo B com todos os dados e diz sempre que tem um erro no quadro 14 campo 6 porque não selecciono a parte que diz que não exerci actividade. Não faz sentido. Já aconteceu convosco?

  • Ana BaptistaResponder

    Agradeço o texto aqui presente bem como todos os comentários das pessoas: ajudaram-me a tornar mais fácil este envio que me causa sempre ansiedade. Consegui fazê-lo esta manhã quase sem percalços.

    Um muito obrigada!

  • illlResponder

    Declaração irs submetida a 30/3. A 17 de Abril continua a aguardar validação. Vergonha.

  • Vitor ValenteResponder

    Informação, para as despesas gerais não é possivél fazer qualquer alteração, o prazo terminou salvo erro no dia 20 de Fevereiro, só para a Saude é que é possivel fazer acertos no respectivo quadro.

  • Vitor ValenteResponder

    Na maioria dos casos que passam por mim, entregar em conjunto, é mais vantajosos porque a taxa é a dividir por dois, só no caso dos rendimentos dos dois sejam muito parecidos ai pode-se pôr a duvida , no entanto existem regras para tal, os dois tem que ter o mesmo domicilio fiscal, nos ultimos dois anos, penso que para este ano ainda se mantem esta regra.

  • Vitor ValenteResponder

    Faça pela internet explore , 5 estrelas, nunca falha.

  • Vitor ValenteResponder

    Para quem entregou a declração, e ainda está para validação, hoje 17 de Abril, em principio o fisco ainda não fez o cruzamento de dados, vêr o porquê não pode entregar como “automatico” acresce ainda que este ano são entregues todos ao mesmo tempo o que dificulta essa operação, aguardem mais uns 8 a 10 dias e estará tudo resolvido, nos casos em que houver reembolso até pode acontecer que será quase em simultaneo, ou seja com poucos dias de intervalo.

  • Vitor ValenteResponder

    Fabio, em principio está correcto, vai ser chamado ao fisco com os documentos, para validarem quem fez o erro, no entanto ainda pode receber mensagem com o tipo de erro em “Divergencias” e ai talvez consiga fazer a correção sem lá ir, mas será dificil.

  • Vitor ValenteResponder

    “Ocorreu um erro na submissão da Declaração” este tipo de erro normalmente acontece com a situação relativa ao NIB, se não tem nib e ou alterou entretanto o fisco tem fazer a validação e nesta altura é muito complicado, tem que responder a uma mensagem e só depois é aceite. Entretanto deixo aqui um alerta na situação em que a declaração está “Certa” não quer dizer que mais tarde, seja confrontado com ” Divergências ” a que terão que responder, senão fica tudo “Encalhado” até mais vêr, como diz a Veralagos no seu comentário.

  • FranciscoResponder

    Boa tarde. Alguém sabe onde preencher as despesas gerais e familiares: Anexo e e quadro? Obrigado.

    • Economia e FinançasResponder

      São automaticamente preenchidas e consideradas no cálculo do imposto.

  • Vitor ValenteResponder

    Francisco, já não pode alterar essas despesas o prazo acabou em 20 de Fevereiro, só na saude é que pode rectificar.

  • LRResponder

    Obrigada, Vitor Valente, embora eu tenha tentado o explorer, mas o java não executa nem com a versão run instalada.

  • Vitor ValenteResponder

    LR, é com a internete explorer que tem o circulo amarelo em volta o outro não dá. OK, este não falha.

  • Sara S.Responder

    Alguém sabe porque motivo não está a ser contemplada, no simulador das finanças, a redução no rendimento colectável de 50% no 1º ano de actividade e de 25% no 2º ano, para recibos verdes ?

  • AsdrubalResponder

    Nao consigo simular, da-me sempre ERRO e diz para tentar mais tarde. O que posso fazer

    • Francisco PestanaResponder

      Economia e Finanças e Vitor Valente. grato pela resposta.

  • Vitor ValenteResponder

    Asdrubal, existem situações que o programa não faz a simulação, se tiver residência fiscal no estrangeiro é uma delas, contacte os serviços centrais do IRS, resolvem o problema ou ajudam.

  • LRResponder

    Obrigada mais uma vez, Vitor Valente, já consegui entregar.

  • LRResponder

    Já alguém recebeu o reembolso neste mês de Abril?

  • Vitor ValenteResponder

    LR , Sim, já houve bastantes reembolsos que eu tenha conhecimento o fisco está a fazer mais ou menos dez mil reembolsos por dia, (os automáticos a partir do momento que são aceites, passa quase logo de seguida para pagamento ) mas penso que dado a dificuldade de cruzamento de dados, a grande parte dos não automáticos , será lá para o dia 10 de Maio, o seu pagamento , aguardamos para vêr.

  • LRResponder

    Sempre simpático, Vitor Valente, o meu não é automático mas que bom que recebo em Maio.

  • Vitor ValenteResponder

    LR, já agora gostava de vir a saber se o meu prognostico estava certo. Mas com o fisco só podemos contar quando o guito estiver na nossa conta.cps.

  • LRResponder

    Vitor Valente, não me vou esquecer de lhe comunicar, assim que estiver na minha conta, digo. Por enquanto está dado pelas Finanças como certo e aguarda validação. Aliás qualquer alteração que surja eu vou comunicando, e vai acompanhando a
    situação.

  • Vitor ValenteResponder

    Bom dia LR, pois cá fico à espera de boas noticias.cps.

  • DiogoResponder

    No meu já aparece LIQUIDAÇÃO PROCESSADA. agora é esperar que o reembolso entre na conta

  • Vitor ValenteResponder

    Diogo, são boas noticias, sendo assim, até ao fim deste mês, vai receber o reembolso,porque na ultima semana do mês será feito o reembolso em grande escala, pelo menos quem entregou até 15 de Abril, se não houver alguma coisa a impedir serão quase todos creditados os respectivos valores.cps.

  • CarlaResponder

    Eu submeti o meu IRS dia 31 de Março as 21:30 recebi a msg da validação no dia 8 de Abril e ainda não recebi. Estou a contar receber esta semana. Vamos lá ver.

  • Vitor ValenteResponder

    Carla, pelo reduzido tempo de validação, (atenção que as declarações registadas até ao dia 4 de Abril, o sistema apresentava dificiencias , ainda não estava a cem por cento no entanto parece-me ser uma declaração normal, se tiver já com a indicação para pagamento, acho que receberá dentro de poucos dias talvez no fim de Abril, primeiros dias de Maio.

  • NadiaResponder

    Eu já tentei várias vezes fazer sempre a pensar que devia estar com erro e que era melhor esperar mais uns dias e voltar a tentar. O que acontece é que o meu ordenado é de 607€, como tal de acordo com as tabelas de IRS estou isenta de contribuição. Pago apenas segurança social. Quando faço a simulação diz que tenho a pagar mais de 200€, Não percebo como estando isenta tenho de pagar. Tentei várias vezes a linha de apoio das finanças mas ninguém atende e ainda não consegui perder um dia de trabalho para me deslocar aos serviços e ter resposta para esta situação.

  • Vitor ValenteResponder

    Nadia, diga-me qual o valor do seu rendimento anual bruto que consta na declaração do sua entidade patronal e se faz como individual que eu respondo.

  • LRResponder

    Vitor Valente, quando entreguei o IRS não mencionei as despesas se saúde, pois coloquei o pisco em não no Anexo H, pensando que as Finanças é que colocavam automaticamente, mas não consta nada nesse campo deste Anexo. Será que entraram? De qualquer maneira já não vou alterar, por as despesas de saúde serem pequenas e o reembolso, segundo estive a ver no Portal das Finanças é só de 15%, mas de qualquer maneira gostaria de saber. Obrigada.

  • Vitor ValenteResponder

    LR, por vezes pequenos valores alteram logo as contas finais, e nas despesas costuma ser significativo , portanto pode fazer o seguinte: vai e-factura e vê os valores que estão lá descritos e confere se estão na sua declaração no respectivo anexo, neste momento só pode alterar os valores da “Saude” se tiver algumas facturas ex: Seguro de Saude, que a maior parte das companhias optou por informar o fisco e não mandou a declaração como antigamente mas pelo meu conhecimento está no e-factura “Tudo” ou então faz o seguinte, vai ao portal das finanças e ” faz entrega de declaração de substituição ” atenção tem que vêr todos os valores pela a anterior ” e faz a simulação e vê se dá alguma diferença, se sim faz a entrega se senão não submete e fica na mesma com a declaração inicial. dentro do periodo dos 30 dias após a entrega da 1ª declaração pode submeter as que quiser sem coima. OK.

    • LRResponder

      Mais uma vez muito obrigada, Vitor Valente, mas as despesas de saúde não constam no respectivo anexo e são à volta de 250,00 Euros. No entanto, como a declaração já foi aceite, isto é, aguarda validação, creio que não posso mencioná-las e que a única solução será preencher uma segunda via, mas não sei se vale a pena.

  • Vitor ValenteResponder

    LR, vale sempre a pena, faça já a declaração de substituição (atenção tem que ter os documentos relativos ao valor que vai alterar), que ainda vai a tempo, ainda hoje, temos que aproveitar o que é nosso e não nos podem tirar, impostos pagar o menos possivél, e um direito seu incluir todas as despesas,mas faça antes a simulação antes de submeter para vêr as diferenças.cps.

    • LRResponder

      Obrigada, Vitor Valente.

  • Vitor ValenteResponder

    Nadia, não recebi a sua resposta, no entanto parece-me haver ai qualquer situação mal contada, uma vez que até 610,00 euros, está isenta de descontar irs mensal, provalmente o sistema não está a considerar as despesas durante o ano da e-facturas , se não pediu facturas ao longo do ano para entrar nas despesas gerais (250,00 euros, por cada contribuinte) talvez esteja aqui o problema).

    Na prática, quem tiver um rendimento mensal de 607 euros (4104/14) terá de fazer a declaração de IRS Modelo 3 em 2016. Isto não significa no entanto que tenha de pagar IRS, já que o mínimo de existência corresponde a um salário mínimo nacional.

  • Maria VidalResponder

    Bom dia

    Após consultar o meu IRS no site das Finanças o reembolso foi emitido em 27 de abril. Segundo informações que tenho obtido, desde o reembolso emitido até o dinheiro entrar na nossa conta demora 3 dias. No entanto, como se meteu o fim de semana, será que o prazo dos 3 dias é interrompido?
    Obrigada.
    Maria Vidal

  • LRResponder

    Vitor Valente, quando disse o montante das minhas despesas de saúde, enganei-me, é uma insignificância, pelo que não quis preencher nova declaração. Enviei a 22/04 e hoje 29/04 já está dada como certa. Além disso deu-me o mesmo reembolso que no ano passado, acho até que um pouco mais. Conforme prometido, vou dando novidades. Estou sempre muito grata pelo seu auxílio.

  • NadiaResponder

    Vitor, peço desculpa mas não tinha visto a notificação de resposta no meu email. O meu vencimento bruto é de 607.00€, e recebo os subsídios em duocécimos, portanto o total no recibo é de 708.16€ dos quais 77.89€ vão para a SS. A minha questão é que os recibos são emitidos no Primavera e no caso de existir alguma obrigação de retenção para IRS deveria vir discriminado (penso eu), mas apenas aparecem os descontos para a SS. Apenas em Janeiro de 2016 recebi um vencimento superior e fiz o respectivo pagamento de IRS e sobretaxa.
    Relativamente às despesas, confirmei todas as faturas atempadamente e estava tudo correto no e-fatura. Adicionei o anexo respectivo quando fiz a simulação.
    Falei com uma amiga que tem uma empresa e há uma empregada dela exatamente na mesma situação do que eu, com os 607 e subsídios em duodécimos e segundo ela está também isenta de contribuição para IRS. Não sei se devo submeter de qualquer forma e aguardar que seja corrigido pelas finanças ou se devo tomar outras medidas para me certificar de que está tudo ok.

    Agradeço desde já a atenção.

  • NadiaResponder

    Peço desculpa, esqueci-me de indicar o valor anual.

    Total de rendimentos: 8929.96€
    Total de imposto retido: 164€ (relativo ao referido mês de janeiro)
    Contribuições SS: 982.22

    O meu IRS é como individual, sim.

    Obrigada.

  • Vitor ValenteResponder

    Nadia :de momento o meu conselho é : não tenho duvidas que está obrigada a fazer a entrega da declaração, portanto entregue a declaração, faça a simulação, passados poucos dias vai -lhe aparecer no sistema a prova de entrega, com essa prova confira todos os dados, no espaço de 30 dias após a entrega da declaração, pode fazer uma ou mais de declarações de substituição sem qualquer coima para si. cps

  • NadiaResponder

    Entendido. Obrigada pelo conselho, vou fazer assim.

    Cumprimentos

  • ruiResponder

    vendi o meu apartamento o ano passado a minha duvida é em que campos e anexos coloco as mais valias. obrigado

  • Vitor ValenteResponder

    Rui, deve fazer o anexo “G” quadro 4, mas atenção tem que ter em conta a data da compra, porque até a uma data da compra mais antiga ano de 1988 salvo erro paga só 50% das mais valias anexo “G1” e o restante declara no anexo “G” se fôr posterior a essa data só faz o anexo “G” . OK

  • RuiResponder

    Boa tarde Sr. Vítor Valente, será que me pode ajudar?

    É assim, fiz a entrega do IRS no dia 1 de Abril de 2017 pela Internet na altura o simulador das finanças dizia que receberia o que descontei ou seja, 341 euros, agora recebi em casa uma notificação para pagar 358 euros, será engano ou terei algo em falta ou mal preenchido?

  • Vitor ValenteResponder

    Rui, Como sabe a maquina do fisco até ao dia 4 de Abril não estava afinada. Pelas diferenças que são grandes, deve haver ai alguma coisa mal registada. Faça a impressão da declaração aceite, pelo fisco e compare com os valores reais, despesas gerais,saude, etc, se não atingiu as despesas maximas com a e-factura, pode vir a pagar a diferença, do valor do plafon, que não atingiu.Nesta altura do campeonato já recebeu o aviso de pagamento? alguma coisa esta mal!!!!!!!!!!! com os dados que me deu não posso ir mais além.cps.

  • RuiResponder

    Boa noite Sr. Vítor Valente, primeiro o meu muito obrigado pela resposta.
    Enviei a declaração conjunta tenho na declaração dois dependentes, verifiquei que em vez de os colocar como dependentes coloquei como ascendentes e colaterais, terá sido esse o erro?
    O meu rendimento bruto foi de 10.010.00 e da minha esposa de 6.810.99.
    Retenção na fonte de 341.00 e da minha esposa 0.00.
    Ao fazer a simulação tenho prints que guardei sobre a simulação aparecia a receber 341.00, agora como já havia dito recebi notificação para pagar 348.65.
    Posso meter uma nova declaração, será melhor deslocar-me à repartição de finanças para ver o que se passa?
    .

    • Vitor valenteResponder

      Faca uma de substituição .cps

  • RuiResponder

    Muito obrigado Sr. Vitor Valente.

    Cumprimentos.

  • RuiResponder

    Sr. Vítor Valente o site das finanças não me deixa substituir, talvez porque já recebi o aviso de pagamento, resta-me ir às finanças, julgo, mas mais uma vez o meu muito obrigado.

  • Vitor ValenteResponder

    Em principio verifique se está a fazer alguma coisa mal, porque na verdade pode sempre entregar declarações de substituição até 30 dias após a entrega da primeira, sem qualquer coima. Deve entrar como se fosse fazer a primeira declaração e quando pergunta se é a 1ª ou a de substituição muda o cursor para a bolinha da substituição, experimente, não se esqueça que tem que introduzir todos os dados como se fosse a primeira vez.Ok. depois diga alguma coisa, o sistema está preparado para tudo, por vezes uma cruz mal colocada o calculo do irs altera como do dia para a noite.cps.

  • RuiResponder

    Boa noite Sr. Vítor Valente,

    De facto, fui verificar novamente após as suas palavras que volto desde já a agradecer, e tinha lá a opção declaração de substituição, não tinha visto sequer, peço desculpa, mas nestas, como em outras coisas, já diz o velho ditado, quem não sabe, é como quem não vê,

    Fiz uma declaração de substituição e submeti, já que a anterior estava toda errada, pois para além de ter colocado erradamente 2 ascendentes, em vez de 2 dependentes, tinha também colocado o NIB de uma das minhas filhas erradamente, já que não pode constar, uma vez que já trabalha e foi a primeira vez que a mesma colocou o seu próprio IRS, e eu esqueci-me completamente.

    Portanto, tinha 2 erros ou seja, 2 ascendentes, em vez de 2 dependentes, já que coloquei os NIB no quadro 7, em vez de no quadro 6, e 2 dependentes em vez de 1.

    Deixo agora mais uma pergunta, peço desculpa, mas não sei como proceder, é assim, mesmo tendo já feito tudo correctamente a verdade é que tenho em casa uma notificação referente ao meu erro, para pagar o valor de 348,65 até 31-08-2017, será melhor recorrer às finanças para dar conta do sucedido ou a declaração de substituição por si só anulará tudo o resto.

    Mais uma vez o meu muito obrigado, Sr. Vítor Valente.

    Cumprimentos.

    • Vitor ValenteResponder

      Como lhe referi até aos 30 dias da primeira declaração pode e deve submeter a declaração correcta, o fisco ao aceitar a de substituição refaz todo o processo, penso que ao corrigir o NIB nesta altura irá atrasar o reembolso se fôr o caso, mas como vê o prazo para pagamento é só em Agosto o que dá muito tempo para o fisco acertar contas, só no limite em minha opinião ou seja mais lá para a frente, depois de fechar o registo das declarações é que deve recorrer à repartição de finanças para fazer uma reclamação “Oficiosa” mas penso que não vai ser necessário.Ainda sobre o NIB, acho estranho o fisco não dar erro na altura de validar uma vez que o nib, não diz respeito a qualquer contribuinte na sua declaração, porque só quem faz parte da declaração é que pode ter o NIB e mesmo assim o fisco, confirma junto do banco.cps.

  • RuiResponder

    Boa noite mais uma vez Sr. Vítor Valente, irei fazer conforme refere, submeti a declaração de substituição e vou aguardar que as finanças a aceitem e refaçam todo o processo.
    Sobre a a explicação que acima lhe dei escrevi NIB em vez de NIF, peço imensa desculpa.

    O que aconteceu é que erradamente coloquei o NIF das minhas duas filhas que trabalham em vez do NIF da minha única filha que é realmente minha dependente e ainda por cima coloquei ambos em ascendentes no quadro 7, nem eu sei como cometi tal erro, mas o certo é que o cometi,

    Muito obrigado mais uma vez pela explicação,

    Cumprimentos.

    • Vitor ValenteResponder

      Rui, boa noite, sempre que achar conveniente posso ajuda-lo dentro dos meus conhecimento como cidadão comum que se interessa por estas matérias desde o inicio do IRS, como todos os anos surgem alterações é muito dificil acertarmos à primeira mas à sempre a possibilidade de correção quando as pessoas estão de boa fé. O meu conselho é que no futuro (proximo ano) normalmente um ou dois dias de entregar a sua declaração existe no sistema a chamada “Prova de Entrega” e por ai pode fazer a revisão dos dados registados na altura da entrega da declaração, se algo estiver mal, faz logo a de “Substituição” e ai evita logo a situação ocorrida este ano, mas penso que vai tudo correr bem. um abraço ao dispôr.

  • RuiResponder

    Sr. Vítor Valente, o meu muito obrigado pelas suas palavras e pela sua ajuda que foi preciosa.
    Mais uma vez acabo de aprender com as suas palavras uma vez que desconhecia na totalidade que existia essa “Prova de Entrega”, no futuro estarei bem mais atento.

    Enorme abraço.

  • LRResponder

    Vitor Valente, como o prometido é devido, hoje a minha declaração de IRS já diz “Declaração com reembolso” e o montante está certo, tudo dentro da previsão que fez em Abril de que deveria receber por volta do dia 10 de Maio. Quando o dinheiro for transferido volto a comunicar. Sempre grata LR.

  • RuiResponder

    Bom dia Sr. Vítor Valente, após a nossa conversa, coloquei então a declaração de substituição em 5 de Maio, após dois dias a declaração foi dada como certa, sendo que ao fazer a simulação dá um valor a receber de 262.91, no entanto, sempre que acedo ao site das finanças para ver o estado continua a aparecer a notificação para pagamento anterior referente á declaração que tinha submetido erradamente.

    A minha pergunta é, é normal esta demora em retificarem as coisas por parte das finanças?

    • Vitor valenteResponder

      Sim

  • RuiResponder

    Muito obrigado Sr. Vítor Valente, fico então aguardar, é que como me encontro de férias estava na duvida se não seria melhor dirigir-me às finanças já que como não os vejo fazer a retificação dos valores começo a ficar preocupado.

  • ANAResponder

    Boa tarde, no preenchimento fiz ‘copy-paste’ do nib do ano passado, ao qual este ano a conta desse nib já está encerrada pois mudei de nome. no site aparece que já foi processado, e agora?
    Obrigado

    • Economia e FinançasResponder

      Vai demorar algum tempo até a operação ser considerada inválida. Em princípio irá receber uma vale coma nota de liquidação mas não perde nada em informar as Finanças do lapso.

    • Vitor ValenteResponder

      Boa tarde Ana, verifique nos seus dados das finanças, (dados pessoais) se o NIB que lá se encontra é o actual? e se coincide com o da declaração que entregou se fôr tudo bem vai receber nessa conta, senão o que vai acontecer pode ser o seguinte: o fisco envia para o nib antigo, como a conta está encerrada? volta para trás e é emitido um cheque a seu favor, pode esperar para vêr!!!!!!!!!!!!!!!, estas coisas de dados bancários e ou outros nunca devem ser alterados no decorrer da entrega das declrações, porque o fisco antecipadamente confirma tudo.cps.

  • Vitor ValenteResponder

    Rui, vá acompanhado o evoluir da sua declaração no sistema, verifique no sitio onde diz ” Movimentos Financeiro” e vai vêr que o sistema fará as devidas correções, na devida altura e que não serão feitos de um dia para o outro, goze as suas merecidas férias e vai vêr tudo vai correr bem. No entanto se no inicio de Junho a situação não tiver a devida alteração, então ai deve ir à sua reparticão de finanças para as correções que sejam necessarias. cps.

  • RuiResponder

    Boa noite Sr. Vítor Valente, já verifiquei onde diz Movimentos Financeiros e na nota de cobrança tem ainda o primeiro valor que era de pagar 348.65, faz-me confusão é dizer 2ª via e depois no quadro abaixo onde tem o período de tributação e descrição tem o valor de -348.65, será que isso já é a dar andamento ao processo?

    Peço desculpa por tanta pergunta, mas como não sei, pergunto, mas também é certo que a data limite da notificação que tenho em casa é 31-08-2017 por isso posso sempre ver como o sr. refere no inicio de Junho. Certo é que se as finanças aceitaram a declaração de substituição e a deram como certa devem fazer a anulação desta, estou preocupado devido à data de fim de entrega do IRS ser 31 de Maio,

    Muito obrigado mais uma vez.

    Cumprimentos.

  • LRResponder

    Rui, já me aconteceu, creio que foi no ano passado, por me ter enganado, ter de entregar a segunda vez a declaração de IRS via internet, e segundo me parece estiveram umas três semanas ou mais para me aceitarem esta segunda via. Mas eu sou como o Rui, fico muito ansiosa em tudo o que se refere à entrega de IRS. Por este motivo e como o seu caso ainda envolve bastante dinheiro, o melhor é dirigir-se a uma Loja do Cidadão, se houver na sua zona, ou a uma Repartição de Finanças, porque agora tem tempo, do que, quando voltar ao trabalho levar essa preocupação. Nunca se esqueça que após a entrega de IRS dão sempre uma prova de entrega e se clicar nessa linha duas vezes, a linha desdobra e dão mais informações. Também pode imprimir de imediato o modelo 3 e os respectivos anexos, que por já estarem corrigidos são os que estão certos, e embora apareça um carimbo de que não faz prova de entrega, para nós faz.

  • LRResponder

    Ana, parece-me que a única solução é preencher uma segunda via, não tem nada a perder a não ser que, se tiver reembolso, ele virá um pouco mais tarde.

  • Sónia SilvaResponder

    Boa tarde,

    estou a ter dificuldade e colocar o meu Iban no separador 9.É o mesmo que está associado ao meu NIF e não consigo perceber onde está o erro. se retirar tudo já diz que a declaração não tem erros…pode dar uma dica?

    • Vitor ValenteResponder

      Bom dia Sónia, acho estranho essa situação porque o NIB, estando validado pelo fisco ele aparece automaticamente na declaração é só colocar a cruz a confirmar pela sua parte, vá aos seus dados do portal das finanças e veja se o seu Iban, se encontra validado pelo fisco, se estiver obrigatoriamente ele aparece na sua declaração (importante vai receber ou pagar ? ) . Se não resultar em minha opinião, entrega sem o IBAN,para cumprir o prazo de entrega (porque se vai pagar não tem interesse este dado , só no caso de ir receber ) e depois passados uns dias, ” vê na prova de entrega, 2,3 dias ),faz uma nova de substituição e ai já vai aceitar, pelo proprio nome diz tudo de “substituição” e o sistema corrigi tudo , anula a 1 e dá andamento à segunda ou seja a da substituição, estes movimentos aparecem sempre na sua pagina do portal das finanças.cps.

  • RuiResponder

    Boa noite LR, obrigado pela explicação, fui ver novamente e já diz declaração com reembolso, no entanto ainda não foi apagada a notificação anterior, pelos vistos tudo isto é feitos aos poucos e deve ser mesmo um caso de ansiedade já que eu sou também bastante ansioso e o Sr. Vítor Valente tem razão as coisas são feitas pelas finanças, mas demoram o seu tempo, vamos ver vou aguardar mais uns dias.

    • Vitor ValenteResponder

      Nestas coisas temos que ser serenos, não descurando as nossas obrigações com o fisco, eu sei que quando temos reembolso, nos faz muito jeito para suprirmos algumas dificuldades que em situação normal, ou seja só com o rendimento mensal, é uma vida dificil, mas vamos lá. Das declarações que eu fiz, por sorte a minha é a unica que ainda não está resolvida, mas tudo tem o seu tempo, quando temos a certeza que tudo é feito dentro da legalidade e de boa fé, apesar de alguns erros que se cometem, damos sempre a volta por cima, haja saúde. um abraço.

  • RuiResponder

    Boa tarde Vítor Valente, na parte que me toca, só merece um enorme obrigado tem sido excelente a sua ajuda, mas o meu problema até nem é o receber, obvio que faz um jeitão a quem tem ordenados pequenos como é o meu caso, mas o meu maior medo é mesmo ter que pagar pelo meu erro, o que me preocupa e de que maneira é a notificação que recebi em que teria que pagar 348.65 isso é quase o ordenado da minha esposa e a vida não está mesmo nada fácil, dai advém muita da minha ansiedade com tudo isto.
    No entanto, ontem fui ver novamente e a declaração de substituição já fala em reembolso de 260 euros, continuo é a não ver a anterior a ser anulada, mas é como o Vítor Valente refere é preciso calma.
    Bom Domingo!

    Cumprimentos.

    • Vitor ValenteResponder

      Obrigado, vai vêr que corre tudo bem, no entanto a sua obrigação junto do fisco está cumprida, portanto não haverá lugar a qualquer coima. cumprimentos.

  • AnaResponder

    Está a dar o seguinte erro “A retenção na fonte declarada ultrapassa o valor máximo estabelecido por lei”. Não sei como ultrapassar isto…187,50+561,30=748.70..São estes os valores que tenho e mesmo assim diz que está errado. Pode ajudar? Obrigada

  • Vitor ValenteResponder

    Ana, Qual o tipo de declaração que está a querer entregar ? Só rendimentos por conta de outrem ? tem anexos? quais? tem recibos verdes? fez desconto na fonte? aguardo noticias.

  • AnaResponder

    Obrigada pela ajuda. Sou trabalhador independente (apenas) e tenho facturas-recibo emitidas a empresas (onde faço retenção na fonte 25%) e a particulares (não faço retenção).

  • Vitor ValenteResponder

    Já tinha preparado uma resposta, não sei aonde foi parar, se quiser liga-me agora 927760251.cps.

  • Vitor ValenteResponder

    Ana, amanhã se quiser, podemos falar a partir das 10 horas da manhã, ou durante a hora do almoço, não é muito facil ajuda-la uma vez que preciso de mais elementos, não tenha problema liga-me se paga chamadas mande sms que eu ligo e acertamos as agulhas.cps.

  • Sandra SequeiraResponder

    Boa noite Vitor,
    Tenho 2 questões não sei se me consegue ajudar!
    1- Sabe o que se passa com as declarções estagnadas a 5/5 (algumas antes e depois, mas a maioria a 5) em “Declaraçã com Reembolso” e que aguardam verificação de beneficios fiscais? É que não geram divergencias, nem são liquidadas…

    2 – à conta de ter o meu IRS demorado, andei a vasculhar tudo à procura de um erro e detetei que me enganei no Anexo da SS, ou seja coloquei mais 8 euros… e em vez de colocar no campo “prestação de serviços a empresas com contabilidade organizada (que é o caso), coloquei prestção de serviços a pessoas singulares ou sem contabilidade organizada”. Isto à partida não afeta em nada e na segurança social também não… mas assim que detetei fiquei na duvida de enviaria logo a declaração de substituição, pois não afetando o valor do meu IRS, nem sendo elementos validados pela AT, poderia entregar posteriormente (desde que dentro do prazo), mas como falta pouco já nem sei o que será melhor… por outro lado também não tem nenuma implicação na segurança social… acho… (só reparei nisto há 2 dias e não teria reparado se não tivesse a declaração parada e quisesse encontrar possiveis erros…).
    Muito obrigada!

  • Luis Miguel Belfo VelezResponder

    Boa noite, Vítor.

    Vejo que entende do assunto em causa e por isso, venho pedir-lhe a sua ajuda.
    Ao preencher a declaração de IRS2016, noto um decréscimo significativo no valor do reembolso, nada esperado, levando em consideração que o nível de rendimentos e/ou despesas do agregado familiar, se mantém na mesma ordem de valores do ano anterior.
    Um dos pormenores que verifico na simulação, é que sendo o nosso agregado composto por um casal (ambos com rendimentos) e um filho menor, o quociente familiar da simulação apresente o valor de 2,0%. Não deveria de ser 2,3% (1,0+1,0+0,3%).

    Acha, pela sua experiência, que este facto apenas poderá justificar a enorme diferença no valor do reembolso? Apesar de nós termos colocado o NIF do nosso rebento, poderá este estar a ser ignorado, pela simulação? Poderemos nós estar a ver um valor e centralmente estar a ser considerado outro?

    Agradecemos desde já a atenção.

    Muito obrigado.

    • Vitor ValenteResponder

      Boa noite caro Sr.Luis Velez, existem muitos dados na declaração que alteram e em muito os valores da simulação que não nos apercebemos, pela sua descrição tudo leva a crer que ainda não registou a sua declaração? como estamos no fim do mês,deve faze-lo quanto antes,para cumprir os prazos, seguidamente um ou dois dias depois, tira a prova de entrega e compara com a simulação,não se esqueca que se não tem os 250,00 de despesas de cada um no e-factura, a diferença logo ai paga IRS, ou seja menos reembolso no conjunto e à mais.

      E ainda se tiver depois disso alguma correção a fazer da declaração, tem sempre 30 dias após a entrega sem qualquer coima, inclusivé se já tiver recebido o reembolso inicial o fisco faz a correção automaticamente.

      Por agora é o que posso dizer com os dados que me fez referencia.

      Sempre ao dispôr.

      Vitor Valente

  • Luis Miguel Belfo VelezResponder

    Caro Vítor.
    Agradeço, desde já a sua atenção. vou fazer como indica. Depois indicarei o que aconteceu,
    Cumprimentos e obrigado

  • RuiResponder

    Bom dia Sr. Vítor Valente, apenas para lhe dizer que já recebi reembolso de 262 euros e que a nota de cobrança que tinha em minha posse no valor de 348 euros já é dada pelo site das finanças como anulada. Demorou, mas está resolvida a situação que criada pelo meu erro. Mais uma vez o meu muito obrigado.
    Bom Domingo.

    Um abraço

    • Vitor ValenteResponder

      Sempre à sua dispoisição de acordo com os meus conhecimentos que possa ajudar.cps.

  • JoãoResponder

    Boa noite Sr Vitor Valente, ao submeter a declaração aparece o aviso 073W “deve preencher o quadro 9 do anexo G ou o quadro 92A do anexo J porque foram transmitidas(alienadas) partes sociais ou outros valores mobiliários”.
    Não faço ideia do que se trata.Devo optar por submeter na mesma?
    Obrigado

    • Vitor ValenteResponder

      Boa tarde Sr.João a minha opinião e que deve entregar a sua declaração, ( hoje é o ultimo dia para o fazer bem ou mal ) abre os anexos cujo o sistema indica, se se aplicar a si, Ok, preenche se não no fim quando submete aparece um alerta e clica no quadrado e mete um visto e submete novamente a declaração , (em suma,trata-se de um aviso baseado em cruzamento de dados) ex:acções,heranças,etc,etc, um ou dois dias depois imprime a prova de entrega e confere tudo, se fôr preciso fazer alguma alteração, faz, tem 30 dias para o fazer, não tem coima, pode indo verificar se a declaração foi dada como certa, mesmo assim consulte a parte (Divergências) pode lá estar alguma informação para actuar. um abraço

  • LRResponder

    Vitor Valente, o reembolso foi efectuado hoje, quase um mês e meio depois de ser entregue a declaração, mas como mais vale tarde que nunca, não tenho que me queixar. Mais uma vez agradeço a sua preciosa ajuda, que foi inestimável. Um abraço. LR

Deixe um comentário

O seu email não vai ser publicado.