Da sageza dos bancos centrais, da história da democracia e do desemprego tecnológico

 [wp_ad_camp_1] Três recomendações de leitura. A primeira: “O governo dos bancos, pelos bancos e para os bancos” por João Pinto e Castro. Um excerto: ” (…) Quando o sistema financeiro se fecha sobre si próprio e se aliena da economia real, reclamando sangue, suor e lágrimas sem fim à vista, é caso para dizer-se que ele … Ler mais

A ler: de quem são independentes os bancos centrais?

[wp_ad_camp_1]Sugerimos o artigo “Independentes de quem?” de João Pinto e Castro no Blogo Existo que nos remete para uma outra prosa alheia. Fica o intróito: “A independência dos bancos centrais tornou-se com o passar do tempo num dogma que quase ninguém se atreve a questionar. A experiência dos anos recentes, porém, obriga-nos a interrogar de … Ler mais

As heresias podem ser perigosas

O artigo de hoje de Helena Garrido no Negócios, “Heresias para moderar a crise” provocou a reacção do nosso amigo (e esperamos que futuro colaborador) João Aurélio. Eis o seu comentário:

“Cara Helena,

leio com atenção os seus artigos. Porém, hoje não posso deixar de lhe transmitir a minha opinião. Penso que o seu argumento de monetarização dos défices está totalmente incorrecto e é falacioso.
Acho tão errada essa corrente, quanto a corrente pseudo-keynesiana que se seguiu à falência do Lehman Brothers. Aliás os resultados estão à vista. Não se pode curar cancros com aspirinas. Os efeitos das políticas conjunturais não são duradouros e distorcem a economia. A única forma de ultrapassar a crise é corrigir os graves desiquilíbrios externos e orçamentais. Note por exemplo nas consequências da política monetária norte-americana a seguir ao rebentar da bolha das dot-com.
Resultados: de facto aliviou-se a crise, mas à custa da alavancagem da economia (baixas taxas de juro). Esses erros estão a ser pagos com a falência de vários bancos e agora com o elevado risco da dívida soberana.

Ler mais

Qual a taxa de juro de referência do seu Banco Central?

O jornal Brasil Econômico tem uma página atualizada diariamente onde indica qual a taxa de juro de referência praticada por cada um dos cerca de 30 países ou espaços económicos acompanhados. Além da taxa de juro dá ainda indicação da data de realização da próxima reunião de cada instituição assim como indicação da data em … Ler mais