Bancos adaptam oferta de depósitos a prazo às penalizações de Banco de Portugal

Em virtude das recente alterações normativas impostas pelo Banco de Portugal aos depósitos a prazo (ver: “Instrução Nº28/2011: Banco de Portugal penaliza depósitos que paguem mais de 3 p.p. acima da euribor“) algumas instituições financeiras estão a começara refletir na sua oferta alguma alterações de modo a evitarem oferecer depósitos

Ler mais

Instrução Nº28/2011: Banco de Portugal penaliza depósitos que paguem mais de 3 p.p. acima da euribor

[wp_ad_camp_1] Depois do ontem ter preparado o enquadramento através dos seus avisos aqui relatados (ver “Avisos nº7 e nº8/2011 do Banco de Portugal tentam travar corrida às taxas de juro nos depósitos a prazo “) hoje, o Banco de Portugal através da Instrução nº28/2011 define o que entende por depósitos

Ler mais

Evolução das taxas de juro médias e dos depósitos a prazo das famílias

Quando em 2008 e inícios de 2009 o crescimento dos depósitos a prazo acelerou encontravam-se algumas explicações evidentes e directas: havia uma maior desconfiança face a investimentos mais arriscados e progressivamente os depósitos a prazo vinha remunerando a melhores taxas. O mundo era um local perigoso e, talvez nessa altura, tenha

Ler mais