Comércio externo português mantém dinamismo e continua a trajectória de reequilíbrio

As exportações e as importações nacionais continuam a registar taxas de crescimento em aceleração. A taxa de variação homóloga das exportações no trimestre encerrado em Maio subiu de 16,2% para 16,4% enquanto que as importações subiram de 8,8% para 10,8%. Como consequência a taxa de cobertura de importações pelas exportações

Ler mais

Balança Comercial portuguesa continuou a melhorar em Abril de 2011

Com a exportações (-16,2%) a crescerem sensivelmente ao dobro do ritmo das importações (8,8%) no trimestre terminado em Abril de 2011, face a igual período de 2010, o desequilibrio crónico da balança comercial portuguesa continua a desagravar-se. Como consequência, as exportações portuguesas foram capazes de gerar recursos equivalentes a 70,0% de tudo

Ler mais

Desequilibrios da balança comercial continuam a diminuir

Os dados hoje divulgados pelo INE sobre comércio internacional apontam para uma aceleração do aumento das exportações e das importações, tendo-se verificado, na prática, um menor desequilíbrio da balança comercial dado que a taxa de cobertura das importações pelas exportações continua a aumentar. Neste momento, exportamos 67,2€ para cada 100€

Ler mais

Exportações e Importações Portuguesas continuam a acelerar | Janeiro de 2011

Segundo os dados divulgados pelo INE, as exportações portuguesas voltaram a acelerar no trimestre terminado em Janeiro, face a igual período de 2009. O crescimento agora registado, 19,0% compara com 15,8% registado no trimestre terminado em Dezembro. Do lado das importações registou-se igualmente uma aceleração (12,3% contra 10,3%). Quanto aos

Ler mais

Exportações e importações aceleram em Dezembro 2010

O ritmo de crescimento das Exportações medido pela variáção homóloga acelerou de 12,8% para 15,8% enquanto o das importações aumento de 4,6% para 10,3% no trimestre terminado em Dezembo de 2010. Com isto a taxa de cobertura  (64,5%) continua a registar melhorias face ao ano anterior. Ainda assim, as receitas com as exportações

Ler mais