Datas de Pagamento das Prestações Sociais – Junho 2019

Passei um recebi eletrónico tenho de entregar o Anexo SS?

Neste artigo pode ficar a conhecer as datas de pagamento das prestações sociais da Segurança Social em junho de 2019. Note que a cada prestação social e método de pagamento aplica-se uma data distinta.

ADENDA: a 4 de junho a Segurança Social alterou as datas indicadas inicialmente, antecipando alguams datas de pagamento para dia 7 de junho, nomeadamente o pagamento das pensões e do CSI.

Na tabela em baixo encontra as datas aplicáveis para transferências bancárias, carta-cheque e vale de correio em cada uma das prestações, a saber:

  • Pensões e correlacionados;
  • Prestações Familiares;
  • Rendimento Social de Inserção
  • Complemento Solidário para Idosos;
  • Subsídio de Desemprego, Doença ou Parentalidade;
  • Prestação Social para a Inclusão;
  • Ação Social.

 

 

Datas de Pagamento das Prestações Sociais – Junho 2019

 
Junho 2019
PrestaçãoMeio de pagamento
Transferência bancáriaCarta-chequeVale de correio
Prestações Familiares14 de junhoNão aplicável no ContinenteA partir de 14 de junho
Rendimento Social de Inserção21 de junhoNão aplicávelA partir de 21 de junho
Complemento Solidário para Idosos  (1)07 de junhoNão aplicávelA partir de 07 de junho
1º Pagamento

Desemprego/ Doença/ Parentalidade

14 de junhoA partir de 14 de junhoNão aplicável
2º Pagamento

Desemprego/ Doença/ Parentalidade

28 de junhoA partir de 28 de junhoNão aplicável
Prestação Social para a Inclusão11 de junhoA partir de 11 de junhoNão aplicável
Ação Social21 de junhoA partir de 21 de junhoNão aplicável
Doença Profissional: Pensões e Subsídios02 de junhoNão aplicávelA partir de 02 de junho
Pensões07 de junhoNão aplicávelA emissão dos vales é efetuada por ordem alfabética a partir do 1.º dia útil de cada mês

 

1) Pago juntamente com a pensão.

Tagged under:

44 Comentários

  • Maria Leonor Pimenta BarbosaResponder

    Acho errado as pensões serem pagas,dia 11 depois de um feriado,pois quando se recebia a dia 10,se calhasse um fim de semana,eram pagas no dia útil, anterior Se têm rendas para pagar,como fazem,vão ter que pagar mais 50% ,,por estas serem liquidadas com atraso?
    São 3 dias que fazem grande diferenca,para quem recebe uma miséria de pensão, porque muitas vezes nem chega a meio do mês

    • JokkaResponder

      Concordo mas as rendas são pagas no limite 8 dias após o primeiro dia útil o que dá neste mês dia 11. O dia 8 como limite para pagar a renda é um mito.

      • DSKResponder

        As rendas podem ser pagas até ao dia 09 de cada mês (partindo do pressuposto que é um dia útil). As rendas vencem-se no dia 01 de cada mês, e os oito dias começam a contar no dia 02 de cada mês.. Se, porventura, esse dia 09 for um dia não útil, passa para o primeiro dia útil seguinte.

    • mariaResponder

      Pelo que se vê no mapa acima, as pensões serão pagas a 7de junho.

    • Ana CarvalhoResponder

      Concordo consigo qualquer dia estão a pagar no meio do mês. Também temos o direito de ir para rua

      • SandraResponder

        Hoje é dia 7 e a minha transferência não foi feita!

    • Artur CravoResponder

      No mapa acima da S.S para pagamento das prestações Sociais, a de Junho 2019, referem que as pensões de reforma, serão pagas a 7 de Junho. ?

  • manuel silvaResponder

    Sempre que isso acontece, ao chegar o dia do pagamento, pago as contas da luz, net e outras…depois levanto a grana quasi toda, só deixo uns 20 euros……………………..assim o banco não fica a gozar o meu dinheirinho…..desta vez vou deixar a conta a zero até dia 8 de julho.

  • Alba DuarteResponder

    Acho que, na minha opinião, serem pagas no dia 11 em vez do dia 7, está mal, quando as pensões são pagas habitualmente dia 8, este mês é um sabado,, dia 9 é Domingo e dia 10 é feriado, são 3 dias, que as pessoas carentes, já lhes faz diferença, acho que não está correcto ser passado após 3 dias depois e não serem pagas um dia antes, neste caso dia 7 em vez do dia 8, em vez do dia 11!!!!!

  • joaquim monteiroResponder

    sim sim cada vez pior nao tem jeito nenhum o que fazem aos pobres dos reformados do privado se fossem reformados da funçao publica isto nao acontecia nao e uma autentica vergonha e nem o senhor ministro do trabalho e da segurnça social intervem nestas situaçoes que sao um ridiculo para um pais que se diz democratico

  • Valentim Coelho 4 d CoelhoResponder

    é lamentavél que se pague as reformas no dia 11 quando os funcionários públicos recebe sempre antes se o dia 22 for sabádo as pessoas tem comprimissos de pagamentos que nesta caso cai a dia 3 de junho eu sei que os comentários feitos aqui é chover no molhado porque nunca ligam nada as cidadões só nos dão valor e apelam para que votemos e nós apelamos aos politicos que revejam esta descriminação que é feita com os reformados deste país se uns tem fundos de maneio muitohá que não senhor ministro Vieira da silva se ler o meu humilde comentário e de todos os outros faça algumas coisa e mude esta injustiça já agora um a parte não esquecer que um politico chamou-nos peste grisalha se calha é por isso

    • Jorge MergulhãoResponder

      Para mim não é chover no molhado.
      Concordo que se a data de pagamento coincidir com um dia não útil do ponto de vista bancário, CTT aberto, Sábado, Domingo, feriado, etc; o pagamento deve ficar concluído no dia útil anterior e não passados 3 ou 4 dias como pode acontecer.
      Uma que não percebi no artigo é no caso da pensão ser efectuada por transferência bancária a data é de 2019-06-11 e no caso de ser por Vale de Correio este é emitido a partir do dia 2019-06-01 por ordem alfabética.
      Supostamente uma Ana vai receber o seu vale antes do dia 11. A não ser que o começo das emissões dos vales comece uma semana depois.
      Posto isto, gostava de saber o número de ordem do “J” e quantos dias estão envolvidos.

      • RaquelResponder

        Infelizmente, o meu pai recebe por vale de correio, chama-se Alberto e ainda não recebeu. Os CTT apenas dizem que está atrasado e tem que aguardar e a SS diz que foi emitido dia 4… Isto é anormal e uma vergonha pura! Ele tem que viver e não tem mais rendimento algum nem dele nem da esposa… Estas alterações nunca deveriam ser possiveis a meio do ano como bem lhes apetece…

        • Jorge MergulhãoResponder

          Se o vale de correio já foi emitido no dia 4, passa a ser o problema da distribuição do correio.
          Já comentei antes, que não é só a data de pagamento/emissão que está em causa.
          A distribuição do correio também deve contar.
          Há zonas do país em que o carteiro é uma vez por semana…
          Como tal, deve estar considerada.
          Como já comentei aqui ou algures, o que conta é quando é recebido o pagamento.
          Se é para receber no dia X, então têm que afinar a data de emissão do meio de pagamento, envio por qualquer que ele seja, para que no dia X possa estar concretizado.
          No meu caso o carimbo da data de emissão do vale de correio foi de 2019-06-05,
          chegou no dia 8, na segunda passagem do carteiro…!

  • Maria de Lordes Madeira CabralResponder

    cada vez prejudicam mais, eu tenho renda da casa e outras dividas que nem o que me dão chega e vou pagar depois do dia 8 , antigamente antecipavam e agora não? è só fazer pouco dos pobres. Pensem bem neste assunto. Maria de Lourdes

  • Maria MedeirosResponder

    Concordo plenamente com tudo aqui dito. Já me roubaram bastante no calculo mal feito da minha pensão de invalidez, como eu existirão mais que ainda nem deram por isso, precisamente cerca de 40 mil euros que ficaram para os corruptos andarem a gozar à grande, com o meu de outros. Faço um alerta, verifiquem se as Vossas pensões foram calculadas com micro-filmagem, foi assim que eu pedi em 2011 e não foi feito, só uma entidade deste serviço me alertou para tal, só me pagaram em 2017 com o acerto de Maio. O Sr. Presidente mandou-me ir para o Provedor de Justiça assim fiz, de nada me valeu porque todos comem do mesmo tacho e quem ficou a arder fui eu. Uma injustiça que não fica por aqui. Agora com o fim de semana prolongado ficamos a ver navios e só dia 11, porque claro com os milhares que são ainda recebem mais uns dias de juros e nós ficamos apeados. Gozam mesmo connosco. Podem comunicar comigo estou para o que der e vier.

  • Armando DuarteResponder

    concordo contudo o que esta dito . Reformas de miseria pagas tarde e mas horas. Sou um dos projudicados no calculo de reforma.Nao foram contados 4 anos e a desculpa foi das microfilmagens que nao apareceram, tendo eu entregue os duplicados das guias comprovativas com o carimbo da caixa.

    • Maria MedeirosResponder

      Senhor Armando Duarte não vá na conversa de que não aparece, pois existem e os anos estão sempre todos lá na micro-filmagem. Não aparecem se não existiram descontos. Comigo falharam 8 anos e em 2017 é que foi regularizada a pensão, mas ficaram lá com com todos os retroativos desde 2011 até 2017. Lute até ao fim e esses anos como disse se houve descontos pode crer que irão aparecer nos cálculos.

  • João Gaio SequeiraResponder

    Pagar reformas a 11 de Junho, será uma autentica injustiça, falta de consideração por quem teve uma vida de trabalho e descontos.
    Para quem tem prestar contas até ao dia oito, fica assim metido num buraco sem saída , só porque alguém de má vontade não teve em atenção de muitos milhares de reformados, que passam a ser tratados, sem quaisquer respeito.
    O Ministro Vieira da Silva, se não alterar a situação, presta assim um mau serviço e muito pouco sentido de serviço social.!!

  • Jorge ManuelResponder

    O Senhor António Costa e o Senhor Mário Centeno não têm os problemas das pessoas que recebem pensões ( na sua grande maioria ) e vai daí , quanto mais tarde melhor !

    Se as pensões vão ser creditadas a 11 e os trabalhadores da SS e dos bancos não trabalham a 8, 9 e 10, então as pensões já estão prontas a 6 ou 7, mas nem ´é bem assim, pois sei que neste momento já estão prontas para serem creditadas !

    Como vão as pessoas pagar contas com data de 8 , 9 ou 10 ? Perdem tempo demais a falar de eleições e pouco ou nada a resolver as coisas que interessam ao povo!!!!!!!!!

  • Elisa AlmeidaResponder

    Bom dia estou completamente de acordo com todos estes comentários.
    Porque os srs que pertencen ao estdo podem receber antes se por acaso o dia 19 calha a um sábado eles recemem a 18 porque nos também tínhamos o mesmo direito

  • Augusto SilvaResponder

    Não podemos continuar calados e à espera que nos “façam a folha”!

    Os pensionistas têm de fazer valer os seus direitos. Infelizmente não temos muitas formas de luta a que podemos recorrer…

    Assim apelo às pessoas na vida ativa que se juntem no apoio aos pensionistas, porque mais cedo ou mais tarde quase todos irão fazer parte deste grupo de cidadãos.

    Lutem pelos vossos direitos presentes e futuros!

  • António PintoResponder

    É nestas alturas, que se vê o interesse das instâncias superiores dos Partidos Politicos, pelos reformados e pensionistas do privado, pois não é nada com eles, esperava que algum deles se preocupasse com este problema na casa da Democracia, mas isto nesta altura não dá votos e siga a rusga, como diz o outro a àgua bate na rocha e quem se lixa são os reformados.

  • Maria TavaresResponder

    É lamentável o que fazem aos pensionistas e reformados . Dia 11 ? Vamos estar um fim de semana prolongado sem dinheiro .antigamente antecipavam ! Alguém que faça um movimento contra este abuso .

  • Fernando Rufino Leitão NetoResponder

    E uma pouca vergonha estes políticos de meia tigela, que se assumem como verdadeiros donos dos dinheiros públicos, cujas atribuições já por serem baixas ainda são pagas a màs horas e ainda têm a pouca vergonha na cara de tornarem publicamente as incompetências destes desgovernativos.

  • Ana RamiroResponder

    É uma verdadeira vergonha. Os bancos estarem a ganhar 4 dias de juros com o dinheiro dos pobres. Enquanto os pobres vão estar 4 dias a pão e água, um fim de semana inteiro mais um feriado. Não há quem meta um cobro nisto tudo? Basta de roubar o pobre.
    É sempre o mesmo a pagar? A esta cambada obrigava-os a viverem com a reforma do pobre, sem terem mais um tostão. Para a próxima de certeza que já não pagavam, só 4 dias depois do devido.
    Os senhores do governo falam tanto e não vêm esta barbaridade?
    onde é que anda o BE e o CDU? e todos os outros que só querem é poleiro?

  • Jorge MergulhãoResponder

    Uma que não percebi no artigo é no caso da pensão ser efectuada por transferência bancária a data é de 2019-06-11 e no caso de ser por Vale de Correio este é emitido a partir do dia 2019-06-03 por ordem alfabética.
    Supostamente uma Ana vai receber o seu vale antes do dia 11. A não ser que o começo das emissões dos vales comece uma semana depois.
    Posto isto, gostava de saber o número de ordem do “J” e quantos dias estão envolvidos.

  • Humberto Simões DuarteResponder

    Partilho de todas as reclamações, em particular, quanto à data de pagamento das Pensões. O Estado não pode antecipar um dia mas está disponível para permitir que os Bancos retenham o nosso dinheiro durante três dias. Gostava de ver calculado o montante dos juros que arrecadam com este prolongamento à custa dos Reformados. Não devem estar interessados que sejam conhecidos.-

  • António DiasResponder

    A questão de princípio, pagamento a 8 ou em datas anteriores caso este coincida com sábado, domingo ou feriado, não está a ser cumprida.
    Deve ser revista a situação.

  • HELENA FRANÇAResponder

    LAMENTAVEL DIA 8/ NÃO É DIA 11 .OS BANCO NÃO ESPERAM …. LAMENTAVEL REVER ESTA VERGONHA

  • Rui Cerdeira BrancoResponder

    ADENDA: a 4 de junho a Segurança Social alterou as datas indicadas inicialmente, antecipando alguams datas de pagamento para dia 7 de junho, nomeadamente o pagamento das pensões e do CSI.

  • Gabriel ProençaResponder

    Afinal qual a data para se receber a pensão,é dia 7, ou dia 11.

    Que grande confusão

  • Maria BelchiorResponder

    Que me desculpem, mas parece que o pessoal não dá atenção ao que está publicado. Tanta reclamação contra o pagamento das pensões a 11 de Junho… Mas não está escrito que o pagamento das pensões, por transferência bancária, foi antecipada para dia 7 de Junho??? E que por vale de correio serão emitidas a partir do primeiro dia útil do mês, por ordem alfabética??? Ou sou eu que sou muito burra?? Se calhar sou.

  • Jorge AnjosResponder

    Segundo a tabela para pagamento das prestações sociais da segurança social no mês de Junho de 2019, as pensões são pagas na sexta-feira dia 7 de junho. Não estou a perceber a confusão.

    • Rui Cerdeira BrancoResponder

      A Segurança Social alterou as datas. Muitos dos comentários anteriores referiam-se a uma versão anterior.

  • Eduardo VitalResponder

    Atenção a Segurança Social publico um calendário a confirmar a data de pagamento de Pensões para dia 7 de Junho e não dia 11

    • Maria Julia Costa Barata CarvalhoResponder

      AFINAL EM QUE DIA SE RECE BE APENSAO INVALIDEZ É SOBREVIVÊNCIA? NESTE MÊS DE JUNHO.

  • Jorge MergulhãoResponder

    Já conheço as novas datas, que vêm ao encontro das opiniões aqui comentadas.
    Continuo não esclarecido sobre o tempo que leva a receber a pensão paga através de Vale de Correio.
    O que está descrito é que estes são processados por ordem alfabética a partir de 2019-06-03 (1º dia útil do mês).
    No meu caso (Jorge) não sei prever a data em que esta será recebida.
    Além do mais, já que o meio de pagamento é efectuado via CTT, em conjunto ficam as seguintes incógnitas:
    a) Em que data a emissão do J é efectuada?
    b) Quando é colocada no correio
    c) Qual a localização do envio pelo emissor
    d) O tempo entre o envio e recepção é variável conforme as zonas no país. Numas zonas é de um dia para o outro, noutras demora vários dias, até uma semana ou mais
    Alguém com experiência de causa ou melhor informação?

  • Maria MedeirosResponder

    Obrigada Sr. Rui Cerdeira Branco e Sr. Eduardo Vidal e a a quem mais prestou a informação da alteração do pagamento para o dia 7 de Junho. Aliás também ouvi a comunicação na imprensa e vim de seguida aqui para ter a confirmação. Assim está melhor, e espero que existam umas certas mudanças nestas datas, e voltar como era antes, em acordo com todos que aqui reclamaram e muito bem, que passem a pagaras pensões antes, no caso dos fins de semana, e não posteriormente, porque essa situação só está a acontecer há alguns meses e não acho justo.

  • Fernando LUCASResponder

    Algumas pessoas comentaram o transtorno que poderia causar receber a pensão no dia 11.
    Esta contestação foi aceite, conforme se observa acima a alteração que foi antecipada para o dia 7 nas pensões no CSI.
    Eu não reclamei e, como pensionista, também vou beneficiar dessa alteração.
    Obrigado a quem contestou com oportunidade e fundamento.

  • Jorge MergulhãoResponder

    À bocado estava a ouvir o relato da AR na TSF e falava o António Costa sobre os avanços nos tempos de atendimento, novos postos, etc
    Como estamos em ano de eleições e há que demonstrar resultados, fui logo à caixa de correio (sou optimista) ver se o meu vale de correio lá estava.
    Não estava, mas podia estar.
    Vejamos toda a situação sobre datas e como elas são cumpridas ou não.
    Se há uma obrigação de fazer um pagamento no dia 18, por exemplo, acontecendo que o dia 18 é feriado ou Domingo, fazendo o pagamento no dia 19 está em incumprimento.
    O elementar é com base no calendário, e aqui são de incluir os feriados municipais, os pagamentos serem agendados nesse preceito.
    No pagamentos do Estado e nalgumas empresas, é ou continua a ser observado.
    É uma vergonha. Um atraso de pagamento ao Estado, para além dos juros de mora tem uma taxa acrescida de penalização, que muitas vezes é enorme considerando o valor em causa.
    No meu caso continuo a não perceber a da pensão por vale de correio quantos dias demora a chegar.

  • miro moreiraResponder

    Outra vez o pagamento a 28 Junho desemprego vergonha isto, rendimento mínimo ainda recebem mais cedo do que recebiam este mês, deve ser para gastar no s. João, ou então os cafés já se queixam da falta de clientes, vergonhoso mais uma vez este mês ter que esperar pelo dia 28 o pagamento, estou desempregado mas descontei durante anos para agora pelo infuortonio da vida ficar desempregado e ter que esperar outra vez pelo dia 28, enquanto certos malandros se vangloreiam ao 21 com o subsídio rendimento mínimo…

  • maria manuelResponder

    Deviam pagar ao dia 30
    de cada mes e ficava assunto resolvido e o subsidio de ferias em Junho para quem quis

    er gozar umas ferias em junho ter suporte para elas.

Deixe um comentário

O seu email não vai ser publicado.