Volume de Negócios da Indústria cresceu ao ritmo mais elevado desde maio de 2012

Em novembro de 2016, o volume de negócios da indústria cresceu ao ritmo mais elevado desde maio de 2012, segundo dados do Instituto Nacional de Estatística. Para esta evolução contribuiu o comportamento, quer do mercado interno, quer do mercado externo, tendo a aceleração sido transversal a todos os agrupamentos da indústria nacional.

 

Volume de Negócios da Indústria cresceu 6,7% em novembro de 2016

Segundo o Índice de Volume de Negócios, Emprego, Remunerações e Horas Trabalhadas na Indústria, o volume de negócios aumentou 6,7% entre novembro de 2015 e novembro de 2016 (ambos os meses tiveram 21 dias úteis). Sendo certo que tanto o mercado interno como o externo apresentaram crescimentos positivos do volume de negócios, foi no externo que se registou maior dinamismo com a variação homóloga do volume de negócios de novembro a atingir os 8,9%.

Observando por grandes agrupamentos, é especialmente significativo constatar que a evolução positiva foi generalizada a toda a indústria nacional. É preciso ir a um nível mais desagregado (por secções) para encontrar maior variabilidade no comportamento.

Por agrupamentos e pela positiva destaca-se o contributo do sector da energia com um aumento da volume de negócios muito significativo com destino ao mercado externo (crescimento a rondar os 23% em outubro e novembro de 2016) invertendo a tendência que se vinha observando desde meados de 2015. Em termos globais (mercado interno e externo) os crescimentos mais expressivos registaram-se entre a produção de bens de consumo duradouros (8,8%), bens de consumo (8,3%) e bens de consumo não duradouros (8,2%).

Industria por Setores

Pode consultar informação mais detalhada no sítio do INE.

GOSTOU DO QUE LEU?
Então não perca nenhum dos nossos artigos.
Receba um EMAIL diário com os resumos: