Construção de Edifícios Regista pela Primeira Vez Dois Meses de Crescimento Consecutivo (desde 2010)

Até novembro de 2016 e desde janeiro de 2010, apenas em um único mês (março de 2015) o indicador da produção na construção e as suas duas parcelas (construção de edifícios e engenharia civil) haviam registado variações homólogos positivas, pelo menos desde que o INE iniciou a atual série em janeiro de 2010. Nesse mesmo mês de novembro o indicador de produção na construção de edifícios entra em campo positivo, situação de repete, com maior intensidade em dezembro de 2016, mês em que o próprio indicador total para a construção atinge o seu segundo mês de crescimento em 72 meses.

 

Construção de Edifícios Regista pela Primeira Vez Dois Meses de Crescimento Consecutivo

 

Da última vez em que estes indicadores haviam registado crescimento, constatou-se que se tratou de um facto isolado, que não se repetiu, ainda que viesse inserido numa tendência de recuperação. E agora?

Construção de Edifícios Regista pela Primeira Vez Dois Meses de Crescimento Consecutivo
Construção de Edifícios Regista pela Primeira Vez Dois Meses de Crescimento ConsecutivoM

Agora, para já podemos apenas observar a série temporal (ver gráfico), confirmar que o movimento é extenso e paulatino – de recuperação – e que já ultrapassou, pelo menos na construção de edifícios – o último momento de crescimento em duração.

 

Construção em 2017

O setor da construção de edifícios mas também de engenharia civil é claramente um dos que deve ser acompanhado com atenção ao longo do ano de 2017. Recordamos, por exemplo, que o número de pedidos de licenciamento tem estado a subir, tal como os indicadores de confiança revelados pelos empresários do setor.

Estes últimos dados de 2016 revelam também que o ano terminou muito melhor do que começou o que também se deverá refletir no PIB do quarto trimestre a conhecer em meados de fevereiro de 2017.

Mais dados no sítio do INE.

GOSTOU DO QUE LEU?
Então não perca nenhum dos nossos artigos.
Receba um EMAIL diário com os resumos:

Deixar uma resposta