Corte de 6% no subsídio de desemprego aplicado desde janeiro deverá ser devolvido de imediato

Uma das consequências da decisão de hoje implica que o corte adicional de 6% aplicado desde janeiro a todos os beneficiários do subsídio de desemprego deverá ser-lhes devolvido. Contrariamente ao que foi decidido no ano passado em relação às normas orçamentais consideradas inconstitucionais, este ano o Tribunal Constitucional afirma que não haverá regime de exceção pelo que os efeitos ilegais das normas agora chumbadas deve ser reposto de imediato.

Ver ainda Tribunal Constitucional impõe devolução do subsídio de férias a pensionistas e funcionários públicos (atual.)

23 thoughts on “Corte de 6% no subsídio de desemprego aplicado desde janeiro deverá ser devolvido de imediato

  1. Hoje foi transferido para a minha conta o sub. de desemprego e os valores dos 6% repostos referentes a 4 meses

  2. hoje recebi o desemprego e apenas 1 dos 4 meses que o governo me roubou ainda faltal 3 meses pois sao meus!!!!!!

  3. o governo roubou dinheiro aos desempregados e reformados que têm direito a esses subsidios agora pergunto o que fez o governo com esse dinheiro que foi roubado aos cidadãos que têm direito a ele só querem tar no governo porque lhes cheira a mama trabalham poucos anos e depois recebem na mesma como se estivessem no ativo eles nao querem saber do país para nada só querem saber dos bolsos deles assim é impossivel governarem um país foi preciso a toika vir cá para arrumar a casa porque nao temos governantes competentes e depois é claro a troika quer é emprestar dinheiro e depois ver onde o pode ir buscar e a quem pode aos trabalhadores desempregados reformados nos cortes sociais e aos ricos já era por isso há quem goze a vida á grande e o pobre é o que se vê assim até eu governava tirando aos outros para mim assim é facil governar

Deixar uma resposta