Último escalão do IRS 2013 inclui quem tem rendimento coletável acima dos €80 000 em vez de €153 300

O Jornal de Negócios está a divulgar na sua página online que o último escalão do IRS 2013 – ou seja o quinto – deverá incluir todos os contribuintes que aufiram um rendimento coletável acima dos €80 000.

Note-se que em 2012, aquele que era até então o último escalão do IRS (o 8º) abrangia contribuintes com rendimento coletável a partir dos €153 300.

Os contribuintes situados no novo último escalão pagarão uma taxa marginal de IRS de tabela de 48% à qual acrescerão 2,55 de taxa de solidariedade e ainda uma sobretaxa de 4% sendo esta aplicada em moldes próximos do concretizado em 2011.

No final, estes contribuintes deverão ter uma taxa marginal de imposto de 54,5% ou seja mais 11 pontos percentuais do que em 2012.

Esta divisão em cinco escalões veio a manter-se, pelo menos, até ao ano de 2017, inclusive. No orçamento do estado para 2018 há a expectativa de que exista um desdobramento dos escalões mais baixos do IRS de modo a se aumentar a progressividade deste imposto. Este tema tem vindo a ser discutido desde 2015 e sucessivamente adiado em termos de efeitos práticos.

Este artigo foi escrito originalmente em outubro de 2012 e atualizado em abril de 2017.

GOSTOU DO QUE LEU?
Então não perca nenhum dos nossos artigos.
Receba um EMAIL diário com os resumos:

Deixar uma resposta