Banco de Portugal e governo discutem formas de proteção a famílias sobreendividadas

Eis a frase do governador do Banco de Portugal, Carlos Costa, hoje no parlamento (via LUSA/Expresso):

“Estamos muito envolvidos em encontrar fórmulas de reestruturação da dívida dos  particulares que lhes permita continuar numa situação solvente e em condições de  honrar os seus compromissos”.

Ficamos então à espera de novidades que facilitem a vida a tantos e tantos portugueses que querem honrar os seus compromissos e que não têm encontrado formas minimamente flexíveis para ultrapassar a crise atual por via da reestruturação, renegociação ou outros meios de acordo. Assim que houver novidades procuraremos dar delas nota nestas páginas.

GOSTOU DO QUE LEU?
Então não perca nenhum dos nossos artigos.
Receba um EMAIL diário com os resumos:


Top