“A teoria de Passos Coelho da “culpa própria e única” dos Portugueses “

Esporadicamente fazemos recomendações de leitura no Economia e Finanças. No presente artigo recomendamos a leitura de “Austeridade e democracia” por Francisco Proença de Carvalho no Diário Económico.

Eis um excerto:

“(…) Tudo isto porque os modelos do Professor Gaspar, a teoria de Passos Coelho da “culpa própria e única” dos Portugueses e as visões messiânicas de Merkel, não contaram com as vicissitudes da democracia. Portanto, continuando este caminho, os problemas não serão resolvidos e os percursores desta teoria passarão à história, sem deixar saudades.

A única austeridade que poderá salvar Portugal e a Europa é aquela que incida sobre os estados monstruosos, insustentáveis e incompatíveis com um mundo globalizado que subsistem no velho continente, mesmo que isso exija mais tempo e coragem.

A austeridade através da pressão fiscal conduzirá apenas à fuga de capitais, ao desemprego e, pelos vistos, à própria diminuição da receita do Estado. E a austeridade irracional sobre a classe média levará a ingovernabilidade. Infelizmente, os Portugueses vivem encurralados entre um centro direita que acha que resolve o problema com impostos e um centro esquerda que pensa que resolve o problema com mais impostos.

Portugal não resolverá nada com essa receita e não depende apenas de si para cumprir os seus compromissos. Depende muito mais do BCE e da mutualização da dívida soberana. (…)”

One thought on ““A teoria de Passos Coelho da “culpa própria e única” dos Portugueses “

  1. Pelo sobre nome que apresenta este Senhor que assim escreve tem alguém de família que para além de exercer a advocacia, de onde se destaca a defesa do principal pai da situação que o país vive, ainda pertence ao Conselho de Administração ou é Membro da Assembleia Geral de quase 100 Empresas Nacionais, muitas delas, inseridas no PSI 20….. Não admira que tenha saudades de quem foi Governo num passado recente.

Deixar uma resposta