Simulador para os Certificados do Tesouro e Certificados de Aforro – use com cautela (act.)

[wp_ad_camp_1]

ACTUALIZAÇÃO (30 de Junho de 2010): Preparamos um Simulador dos Certificados do Tesouro (Excel) da nossa própria humilde lavra. Quando o simulador oficial do IGCP estiver disponível daremos dele notícia.

 Na corrida pelo primeiro simulador desta vez parece ter sido o Diário Económico a chegar-se à frente (ei-lo aqui). Acaba de disponiblizar uma ferramenta simples que permite comparar os certificados do tesouro (CT) com os certificados de aforro (CA) ainda que apresente falhas e erros provavelmente justificados pela rapidez com que foi desenvolvida. 

Desde logo assume-se que a taxa de retenção na fonte de IRS será de 20% quando, como sabemos, esta passará dentro de escassos dias para os 21,5%. Quanto aos CT, caso sejam detidos durante menos de 5 anos, não é totalmente claro qual das duas taxas previstas no diploma será adoptada (provavelmente a menor das duas entre a euribor a 12 meses ou a dos bilhetes do tesouro e em que circunstâncias. Se bem entendemos, o Diário Económico simplificou e assume que será a euribor a 12 meses. Caso esta aposta não esteja correcta o simulador dará, naturalmente, resultados ligeiramente diferentes. Para já, trata-se de uma hipótese tão legítima quanto qualquer outra mas recomenda-se ao leitor que interprete os resultados com cautela.

Em parte, foram as dúvidas ainda existentes que nos levará a não avançar com um simulador próprio. Às vezes mais vale esperar um pouco mais e prestar informação mais precisa.

Em todo o caso, tal como avançámos aqui (“Certificados do Tesouro: Novo produto de poupança para famílias a partir de Julho (act.II)“), se não sabe hoje em qual dos produtos deve investir e está na disposição de não poder mexer no seu capital durante pelo menos 6 meses, os CT serão, em princípio, uma melhor aposta no 1º ano. Daí em diante é menos claro pois enquanto o rendimento dos CT se mantem “agarrado”  à taxa em vigor na data da subscrição até ao 5º exclusive, os CA verão a taxa variar a cada trimestre (mais prémios de liquidez) logo, se espera que as taxas de juro subam nos próximos anos, os CA poderão ser mais interessantes.

Dito tudo isto, não se esqueça que nesta lista de depósitos a prazo que actualizamos regularmente encontrará com facilidade propostas bem mais interessantes que os CT ou os CA para vários prazos de investimento. Bons negócios!

GOSTOU DO QUE LEU?
Então não perca nenhum dos nossos artigos.
Receba um EMAIL diário com os resumos:

.